19/mar
Foto: @Tatilobatto/Twitter
Foto: @Tatilobatto/Twitter

Lula e Dilma são recebidos pela militância petista na Transposição

19 / mar
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 14:31

Após uma carreata percorrendo cerca de 170 quilômetros entre Campina Grande e Monteiro, na Paraíba, os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, ambos do PT, chegaram ao eixo leste da Transposição do Rio São Francisco por volta das 14h deste domingo (19). Lula tem cobrado a paternidade da obra iniciada em 2007, no seu segundo mandato. Esse trecho do projeto foi entregue por Michel Temer (PMDB) no último dia 10.

Antes da chegada de Lula e Dilma, dezenas de militantes petistas tomaram banho no trecho do Rio Paraíba que recebe a água do Rio São Francisco. O ex-presidente faria o mesmo, mas foi desaconselhado pela equipe e desistiu.

LEIA TAMBÉM
» “Eles peçam a Deus para eu não ser candidato”, diz Lula na Paraíba
» Em Monteiro, Dilma diz que Temer não pode se vangloriar da Transposição
» Em ato político, Lula e Dilma recebem medalha da Assembleia Legislativa da Paraíba

Parte da militância chegou a entrar na água antes da chegada dos ex-presidentes (Foto: @humbertocostapt/Twitter)
Parte da militância chegou a entrar na água antes da chegada dos ex-presidentes (Foto: @humbertocostapt/Twitter)

» Na Paraíba, petistas reforçam discurso por candidatura de Lula em 2018
» Visita de Lula e Dilma lota hotéis de Monteiro, na Paraíba
» Marília Arraes diz que inauguração da Transposição por Temer foi uma farsa

Alvo de protestos ao inaugurar a obra, no dia 10, Temer ironizou os manifestantes e afirmou que eles se banhariam na água do ‘Velho Chico’.

» Temer inaugura Transposição, mas moradores de Monteiro agradecem a Lula
» Quem estava no poder estudava, mas nada fazia, diz Lula sobre Transposição

Do trecho da Transposição, Lula e Dilma foram ao Centro de Monteiro, onde foi montada uma estrutura para os políticos que acompanham os petistas discursarem. Eles foram em carro aberto. O líder da oposição no Senado, Humberto Costa (PT-PE), e a líder do PT na Casa, Gleisi Hoffmann (PR), são alguns dos políticos que estão na comitiva.

O ex-ministro da Integração Nacional Ciro Gomes, que deve disputar as eleições de 2018 pelo PDT, também acompanha os ex-presidentes. Durante o ato, aliados exaltaram Lula e voltaram a defender que ele seja o candidato do PT à presidência no próximo ano.

Ricardo Coutinho foi no ônibus com Lula (Foto: Divulgação)
Ricardo Coutinho foi no ônibus com Lula (Foto: Divulgação)

O ato foi organizado pelo governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB). O socialista ligado aos petistas, em discurso ao lado de Temer, durante a inauguração oficial, disse que, por dever de Justiça, deveria citar Dilma. Ele argumentou que ela era responsável por 70% dos pagamentos desta obra. “É preciso relembrar, não podemos deixar de citar Lula, que iniciou a obra, e o povo nordestino”, pontuou também.

Briga pela paternidade

Com três visitas em três meses à Transposição – a Cabrobó (PE), Floresta (PE) e Monteiro (PB) -, Temer nega que queira a paternidade da obra – “Ninguém pode tê-la”, disse -, mas tem se aproximado do projeto para melhorar a popularidade no Nordeste. Outro que tem adotado essa estratégia é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que cedeu bombas para o empreendimento através da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) e foi a Sertânia, no Sertão pernambucana, participar de vistoria.

» “Transposição é um duro golpe no coronelismo político do Nordeste”, diz governador da Paraíba
» “Não quero a paternidade dessa obra. Ninguém pode tê-la”, diz Temer sobre Transposição
» Transposição chega à Paraíba, mas ainda falta muito em Pernambuco

No eixo leste, a água do São Francisco é captada em Floresta, no Sertão pernambucano, e vai até Sertânia, a primeira cidade beneficiada, onde a água abastece 35 mil pessoas. De lá, vai para o açude de Poções, em Monteiro, atendendo 33 mil moradores. Depois, a água seguirá pelo Rio Paraíba até o reservatório Boqueirão, para reforçar o abastecimento em Campina Grande e em cidades do entorno, onde a expectativa é de auxiliar 400 mil paraibanos. Quando estiver pronta nos dois eixos, a Transposição deverá atender 12 milhões de nordestinos.

Lula seguiu em carro aberto do Rio Paraíba até o Centro de Monteiro (Foto: Divulgação)
Lula seguiu em carro aberto do Rio Paraíba até o Centro de Monteiro (Foto: Divulgação)

» Novela da transposição. Governo Temer escolhe finalmente empresa que vai concluir eixo norte
» Água da transposição pode encarecer de 8% a 10% contas em Pernambuco
» Ministério vai estudar uso de energia eólica e solar na Transposição

A obra começou em 2007, no segundo mandato de Lula, com expectativa de ser concluída três anos depois. Foram investidos até agora mais de R$ 8 bilhões. Segundo o Instituto Lula, R$ 9,6 bilhões eram o orçamento inicial e até abril de 2016, pouco antes de Dilma Rousseff ser afastada, haviam sido executados R$ 7,95 bilhões.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

De acordo com o Ministério da Integração Nacional, 96,89% do eixo leste estão concluídos até agora. Em maio, quando Temer assumiu a presidência ainda interinamente, antes da consolidação do impeachment de Dilma Rousseff (PT), a obra estava com 84,4% de conclusão nesse trecho.

Já no eixo norte…

O mais problemático, porém, é o eixo norte, onde as obras estão paradas desde junho do ano passado em um dos trechos entre Cabrobó (PE) e Jati (PE). Lá, 94,52% estão concluídas. No entanto, não há previsão prática para retomar a construção – embora o ministério espere assinar o contrato ainda este mês e Temer tenha prometido entregá-lo até o fim do ano.

Envolvida na Operação Lava Jato, a Mendes Júnior abandonou o canteiro alegando dificuldade de obter crédito e a licitação para escolher a nova empreiteira está em andamento. Duas foram desabilitadas e a terceira foi aceita cobrando R$ 518 milhões para concluir o serviço. Cabrobó foi a última cidade em Pernambuco visitada por Dilma Rousseff antes de ser afastada.


PUBLICIDADE
FECHAR