16/mar
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Vereador não espera tramitação de projeto e cria Samu Animal

16 / mar
Publicado por Amanda Miranda em Notícias às 16:33

O vereador Romero Albuquerque (PP) não esperou nem dois meses dos trabalhos legislativos para ver como seria a tramitação do projeto de lei sobre a criação do Samu Animal. Apressado para mostrar trabalho, o parlamentar vai usar o próprio salário, de cerca de R$ 11 mil, para pagar o serviço. Dois veículos já foram comprados e adesivados com o rosto do vereador e começaram a atender os animais atropelados, maltratados ou com risco de morte.

Albuquerque financiou uma ambulância de R$ 20 mil, pela qual paga R$ 800 por mês, e uma caminhonete de R$ 30 mil, com prestações de R$ 1,2 mil. Além disso pretende gastar até um teto de R$ 8 mil com os atendimentos.

LEIA TAMBÉM
» Vereadores do Recife defendem criação de ‘Samu animal’
» Câmara aprova projeto que proíbe extermínio de cães e gatos por órgãos públicos

O serviço inclui, além do transporte do animal, os custos com atendimento veterinário e medicamentos. Porém, o animal deverá ter a guarda de alguém para quando for liberado. A solicitação é feita através do site da Central Animal De Pernambuco e da página do vereador no Facebook, de segunda a sexta, das 8h às 17 h, e no sábado, das 8h às 12h. Há ainda um telefone, o (81) 3301.1435.

Da base do prefeito Geraldo Julio (PSB), inclusive com uma polêmica sobre o apoio dele ao socialista durante a campanha, Romero Albuquerque não poupou críticas à administração. “A Seda (Secretaria Executiva dos Direitos dos Animais) poderia implementar um serviço como esse, já que os custos não são altos, são irrisórios para o poder executivo. O que mostra é uma falta de vontade do poder executivo. Tem uma secretaria que não atende os animais”, acusou o vereador.

» Vereador do Recife propõe criação de Frente Parlamentar em Defesa dos Animais
» Vereador leva cachorro vestido à caráter para posse na Câmara do Recife

Questionado sobre o motivo de não esperar a tramitação do projeto de lei para a criação de um serviço municipal, respondeu: “Não seria justo com as pessoas que confiaram em mim”. “Não vou esperar Geraldo Julio, vou fazer independente de o poder executivo concordar ou não.”

O parlamentar foi perguntado ainda sobre possíveis críticas à sua imagem nos veículos do Samu Animal. “As pessoas que confiaram em mim precisam saber quem é o responsável pelo projeto. Têm que saber que aquilo é meu, que eu que fiz, que aquele meu salário não está indo para o ralo, que não estou usando em benefício próprio”, rebateu Albuquerque.

 


PUBLICIDADE
FECHAR