04/jan
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

PMs dizem que qualquer proposta terá que ser deliberada pela categoria

04 / jan
Publicado por Cássio Oliveira em Notícias às 14:29

Por Paulo Veras, do Jornal do Commercio

De fora da mesa de negociação da polícia militar e dos bombeiros, as associações dos PMs tentarão acompanhar presencialmente a primeira reunião entre o governo e o comando da polícia na tarde desta quarta-feira (4), na Secretaria de Administração.

As direções da ACS, da Aspra e um representante da AME se reuniram no final da manhã no gabinete do deputado estadual Joel da Harpa (PTN) para traçar uma estratégia em conjunto de atuação; numa tentativa de mostrar força e união.

O grupo ficou satisfeito com a sinalização do comandante geral da PM, Alberto D’Albuquerque Maranhão Filho, de que a pauta a ser discutida com o governo é a mesma apresentada pelas associações. Mesmo assim, as associações ainda têm várias críticas em relação a condução da negociação pelo governo, principalmente ao secretário de Defesa Social, Ângelo Gioia.

“Qualquer que seja a proposta que vier do governo, ela será deliberada pela categoria”, afirmou Joel. Segundo o parlamentar, o governador Paulo Câmara (PSB) se comprometeu a enviar a proposta negociada à Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) até o dia 1º de fevereiro, dia em que os parlamentares voltam do recesso parlamentar.

Para o presidente a ACS, Alberison Carlos, dificilmente o martelo da negociação deve ser batido nesta quarta. Até a definição final, o grupo vai se esforçar para manter a operação padrão e a entrega dos Pjes.


PUBLICIDADE
FECHAR