11/dez
img_20161210_163956
img_20161210_163956

Ministro diz que soldados do Exército podem ficar mais tempo no Recife, se necessário

11 / dez
Publicado por jamildo em Notícias às 16:34

O ministro Raul Jungmann pontuou que a União disponibilizou seis batalhões para atuar em conjunto com a Polícia Militar de Pernambuco, fazendo questão de ressaltar a sua inteira confiança na dissolução dos movimentos ilegais. “A nossa participação que visa, sobretudo, assegurar a paz e tranquilidade ao povo pernambucano, será em breve desnecessária”, afirmou. A permanência do efetivo no Estado será de 10 dias, podendo ser prorrogada, caso haja necessidade.

Composto por 3,5 mil soldados do Exército, Marinha e Aeronáutica, o efetivo federal destinado a Pernambuco reforçará, até o dia 19 deste mês, a segurança no Grande Recife, juntamente com os batalhões da Polícia Militar.

Neste domingo, 11, dia de jogo entre Sport e Figueirense, no Estádio Aldemar da Costa Carvalho, a Ilha do Retiro, o Comandante da Força-Tarefa Guararapes, General Montenegro, designou tropas para o patrulhamento terrestre e aéreo, nas imediações dos bairros adjacentes, a fim de garantir a tranquilidade do evento e segurança da população.

O representante da União destacou também a mediação sóbria feita por Paulo Câmara. “Acreditamos que a condução dada pelo governador tem sido a melhor possível”, frisou.

O Ministro da Defesa, Raul Jungmann, visitará o Centro Integrado de Comando e Controle Regional (CICCR), nesta segunda-feira, dia 12 de dezembro, às 10h30, para verificar a integração das ações.

Na terça-feira, dia 13 de dezembro, às 08h, no pátio da 7ª Região Militar, a Força-Tarefa Guararapes realizará uma formatura-geral de apronto operacional.

Durante a reunião operacional, o chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas, o almirante Ademir Sobrinho; o chefe do Comando Militar do Nordeste, o general Artur Costa Moura; o chefe do II Comando Aéreo Regional, o brigadeiro Luiz Fernando Aguiar, e o secretário estadual de Defesa Social, Angelo Gioia, afinaram os detalhes da atuação do efetivo federal no Grande Recife.

O Governo de Pernambuco solicitou, no último dia 06.12, ao presidente da Repúblico, Michel Temer, autorização para emprego das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança, por não aceitar o desrespeito à hierarquia e a quebra do código disciplinar da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar verificado nos movimentos ilegais realizados por associações das duas entidades.

A participação das Forças Armadas nas ações de segurança do Estado para assegurar a manutenção da ordem e da autoridade pública foi discutida, nesta sábado (10.12), durante reunião operacional, no Palácio do Campo das Princesas, entre o governador Paulo Câmara, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, e representantes do Estado Maior das Forças Armadas.

“Foi uma medida de precaução importante e necessária. Não podemos, de nenhuma maneira, colocar em risco a população. Diante de movimentos ilegais que vimos ontem, eu tinha o dever, como governador, de alertar o Governo Federal”, destacou Paulo Câmara, ressaltando que a PM tem se mostrado presente nas ruas.


PUBLICIDADE
FECHAR