25/jan

Após duas fugas em massa de presidiários, secretário Pedro Eurico segue no cargo

25 / jan
Publicado por Cássio Oliveira em Notícias às 9:32

pedro eurico
Crise no sistema prisional não afastou secretário, que é cota pessoal de Paulo Câmara

Por Mariana Araújo do jornal do Commercio

Apesar da ocorrência de duas fugas em massa de presídios do Estado, o governador Paulo Câmara (PSB) não deu nenhum sinal de que pretende afastar o titular da Secretaria Executiva de Ressocialização, Pedro Eurico (PSDB).

Em uma nota divulgada no final manhã, após uma reunião entre Paulo, Eurico e o secretário da Casa Civil, Antônio Figueira, no Palácio do Campo das Princesas, o governo fortalece a permanência do secretário.

“O governador também reiterou a manutenção e um rigor ainda maior das medidas quem vêm sendo implementadas nos últimos meses para impedir a entrada de armas, drogas e celulares nas unidades prisionais, com vistorias periódicas”, afirma o texto. Apesar da temática da segurança, a reunião ocorreu, na medida do possível, em um tom amistoso.

Mesmo ligado ao PSDB e a legenda ser aliada do governo estadual, Eurico não foi convidado para compor o secretariado pela “fatia partidária”. O secretário está no governo desde a gestão de Eduardo Campos, quando assumiu a pasta de Criança e Juventude, após a saída de Raquel Lyra (PSB), em dezembro de 2012.

De acordo com o vice-presidente do PSDB-PE, Elias Gomes, prefeito de Jaboatão dos Guararapes, a escolha de Eurico para o cargo foi feita sem consulta ou aprovação do partido. A legenda também não deverá opinar sobre a escolha de um novo nome para o cargo, caso Pedro Eurico venha ser dispensado pelo governador. “A discussão é mais de conteúdo, de cultura punitiva e gestão do que de pessoas. O PSDB não indicou e não deverá indicar ninguém para o cargo, até por que o secretário não é o centro da questão”, declarou Elias.

Na Assembleia Legislativa, a bancada de oposição irá solicitar uma audiência pública para tratar do sistema prisional no retorno das atividades, em fevereiro. “Queremos que o governo dê respostas concretas sobre o sistema prisional, já que o estado de emergência decretado há um ano não deu resultados.

Todos os meses estão aparecendo novos túneis, é um ambiente de colapso”, disse o líder da oposição, Silvio Costa Filho (PTB). Entre os pontos que serão questionados pelos parlamentares, estão a solução jurídica para a o presídio de Itaquitinga, a entrega de novas unidades prisionais e a contratação de novas unidades prisionais.


FECHAR