Pesquisa: Maioria dos recifenses não está interessada na eleição municipal, diz IPMN

Pesquisa do Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau (IPMN), publicada pelo JC, aponta que 30,2% da população do Recife está interessada nas eleições de outubro, quando os brasileiros irão às urnas para eleger prefeito e vereador.

Conforme o levantamento, 69,3% dos entrevistados disseram não estar “interessados” nas eleições deste ano, já 30,2% responderam ‘ter interesse’ e 0,5% não sabe ou não respondeu.

De acordo com a pesquisa, divulgada nesta segunda-feira (29), a maior parte dos jovens não estão interessados na eleição. Dos entrevistados entre 16 anos e 24 anos, 73% disseram não ter interesse no pleito, enquanto 27% se mostraram interessados.

No caso dos que estão na faixa dos 60 anos ou mais, 33% dos entrevistados demonstram estar interessados nas eleições municipais, contra 66% que responderam não ter interesse, já 1% não sabe ou não respondeu.

Quando este questionamento é feito para aqueles que possuem ensino superior completo, 74% afirmam não estar interessados. Os interessados somam 26%. Já os que cursaram até a 3º série do ensino fundamental mostram estar um pouco mais interessados, 44% estão interessados, contra 56% que responderam ‘não ter interesse’.

Sobre a apatia do eleitor o coordenador da Nassau faz uma ponderação. “Isso significa que podemos ter uma mudança no quadro já na próxima pesquisa, dado ao elevado número de indecisos. Eleição tende a ficar polarizada entre os dois. Mas tem um dado relevante que é o teto de João Paulo, com o desgaste do PT”, avalia o professor Adriano Oliveira, coordenador geral da pesquisa da Nassau.

NÃO QUEREM VER GUIA

O Instituto de Pesquisa Maurício de Nassau também questionou os recifenses sobre ouvir ou assistir o Guia Eleitoral de prefeito. De acordo com o IPMN, 65% não pretendem acompanhar o guia, já 34,4% afirmam que vão ouvir/assistir e 0,6% não sabe ou não respondeu.

Ainda de acordo com o levantamento, a maioria dos recifenses que possuem uma renda familiar acima de cinco salários mínimos pretendem acompanhar o guia eleitoral (60%), enquanto 40% pretendem não dar atenção. O inverso foi constatado nas famílias que possuem renda de até um salário mínimo. Neste caso, a maioria (65%) não pretende ouvir ou assistir o programa eleitoral.

CORRIDA POR VOTOS

Prefeito: A pesquisa constatou uma diferença avassaladora nas respostas quando os recifenses foram questionados sobre a intenção de pedir votos para algum candidato a prefeito. Enquanto 13,6% afirmam que vão às ruas em busca de votos para seus favoritos, 86,1% não pretendem ‘caçar’ votos para os prefeituráveis. Outros 0,3% não sabe ou não respondeu.

Conforme o IPMN, a maioria dos que não pretendem ir em busca de votos está na faixa etária entre 25 anos e 34 anos. Destes, 90% não vão pedir votos para candidato a prefeito. Ou outros 10%, nesta faixa etária afirmam que vão, sim, às ruas buscar votos para os candidatos no Recife.

Quando este questionamento é feito para aqueles que possuem 60 anos ou mais, a diferença é um pouco menor. Enquanto 18% pretendem pedir votos, 82% afirmam que não vão fazer isto.

Vereador: Já para vereador, mesmo com a maioria ainda não pretendendo ir ás ruas, o número daqueles que pretendem caçar votos é maior. O IPMN constatou que 18,6% dos moradores do Recife vão em busca de reforço na votação de seus candidatos a vereador. Já 80,9% não vão às ruas e 0,5% não sabe ou não respondeu.

Segundo o IPMN, 82% dos homens não pretendem pedir votos e 80% das mulheres também não. Já 20% das mulheres garantem que vão pedir votos para os candidatos a vereador, dos homens, 17 afirmam que também pedirão.

Confira os guias eleitorais divulgados nesta semana pelos candidatos a prefeito do Recife:



Registro no TRE

A pesquisa foi registrada junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o número PE-03829/2016, no dia 23 de agosto, na cidade do Recife.

O tamanho da amostra somou 624 entrevistas. As entrevistas foram realizadas nos dias 24 e 25 de agosto de 2016.

A margem de erro é estimada em 4 pontos percentuais.