Geraldo elimina 600 comissionados e cria cargo de Gestor Público para profissionalizar gestão municipal

Publicado em 21/12/2012 às 18:56 por em Notícias

O futuro prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), considera ter dado dois grandes passos nesta sexta-feira (21) para a qualificação da gestão pública da capital pernambucana. O envio à Câmara, na manhã de hoje, dos projetos de lei para a criação do cargo de Gestor Público Municipal e para reforma administrativa devem contribuir, respectivamente, com a profissionalização e equilíbrio da gestão pública e com a realização do projeto de governo de Geraldo Julio já a partir de janeiro.

Veja também: Geraldo Julio pretende fazer PPP para transporte público

Um dos projeto prevê a criação de 300 cargos de gestores públicos municipais, com remuneração base de R$ 2.800, podendo ter gratificação de mais 100% do salário, de acordo com a avaliação do desempenho. A criação do cargo corresponde ao que o socialista pregou na campanha, que é a valorização do servidor público e da meritocracia, além de seguir as tendências dos governos Federal e estaduais de Pernambuco, Minas Gerais e São Paulo.

A ocupação destes cargos será feita via concurso público, que deve acontecer até 2015. Mas, até lá, a PCR já terá gestores públicos "provisórios", selecionados pela equipe de Geraldo Julio. Estes não serão 300, mas podem se estender até 195 (65% dos 300), de acordo com as necessidades da gestão. Estes gestores serão inicialmente selecionados de acordo com a demanda da Prefeitura, que por sua vez só será sabida quando a gestão se iniciar.

"Já temos os dados que conseguimos neste período de transição. Mas eles são papeis. E sabemos que, quando colocamos o pé lá dentro, a realidade pode ser outra", afirmou o futuro secretário de Desenvolvimento e Planejamento Urbano, Antônio Alexandre, que comandou a equipe de transição da gestão João da Costa (PT) para Geraldo Julio (PSB).

Antônio Alexandre destaca ainda a importância deste profissional, que atuará na Prefeitura independentemente da gestão política. "É um profissional permanente, responsável pela qualidade da gestão. Isso é muito positivo, porque hoje essa função é de cargo comissionado, onde há um troca-troca constante. E cada vez que um é substituído, há uma curba de aprendizado que gera um atraso", pontua.

MENOS 600 COMISSIONADOS
– Outro projeto de lei elaborado pela equipe de Geraldo Julio (PSB) e enviado pelo atual prefeito João da Costa (PT) – a pedido do socialista – para a Câmara Municipal foi o PL que prevê a reforma administrativa, com redução inicialmente de 600 cargos comissionados.

O socialista comemorou estar com a aprovação da reforma bem encaminhada já no período de transição, para que em janeiro do próximo ano ele já possa colocar em prática seu projeto de Governo. "Esta etapa normalmente acontece só em maio ou junho da gestão, depois que o prefeito está na estrutura, estudando o terreno. Mas já conseguimos redesenhar a estrutura agora. Ganhamos muito tempo", destaca.

Foram criadas as áreas de segurança urbana, mobilidade urbana, qualificação profissional, planejamento metropolitano, relações institucionais, além do fortalecimento do planejamento e gestão e a subordinação da Secretaria Extraordinária da Copa de 2014 à Secretaria de Esportes; e da pasta de Lazer à Secretaria de Turismo.

As secretarias foram reduzidas de 24 para 22 e os cargos comissionados, hoje na casa dos 2.800, caem para 2.159. Uma redução de 23%, que – de acordo com as contas da equipe de Geraldo – devem gerar uma economia de R$ 1 milhão por ano.

APROVAÇÃO CERTA
- Com a apresentação dos projetos nesta sexta-feira (21) em caráter de urgência, a Câmara tem até três dias para iniciar a apreciação. No máximo na quarta-feira (26), em sessão extraordinária, os vereadores devem começar a apreciação e, sentindo necessidade, poderão fazer as emendas. Mas o futuro secretário de Governo de Geraldo, Sileno Guedes, já começou a se articular com os parlamentares e garante que a aprovação deve acontecer sem grandes dificuldades.

"A Câmara está entendida para aprovar. Conversei com os vereadores hoje e senti um clima de colaboração. Afinal, eles não querem ser culpados pelo atraso no andamento do programa de Governo", sinalizou Sileno, que marcou para a próxima quarta-feira (26) uma reunião com os parlamentares da situação e oposição. Ao lado do futuro secretário de Planejamento, Alexandre Rebêlo, e do futuro secretário de Relações Institucionais, Fred Oliveira, Sileno irá ler os projetos enviados à Câmara e iniciar a discussão.

OS MONITORES DE GERALDO – Começa na próxima quarta-feira (26) a série de entrevistas para selecionar os 20 encarregados de fazer o monitoramento da gestão. Alexandre Rebêlo está responsável por avaliar os futuros integrantes da equipe da Prefeitura. O perfil da maior parte dos interessados é jovem, entre 20 e 30 anos, recém formado. Antônio Alexandre vê com bons olhos. "Eles estão empolgados, com uma expectativa muito boa de participar deste projeto".

Antônio Alexandre empolgado com futura gestão (Foto: BlogImagem)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>