em O Globo

Ex-funcionário de usina confirma que pode ter pago despesas do avião de Eduardo Campos

Publicado em 02/09/2014 às 9:56 por em Eleições, Notícias

Conforme o Blog de Jamildo noticiou em primeira mão em Pernambuco, o jornal O Globo desta terça-feira (2) traz mais detalhes sobre a pequena empresa de São Lourenço da Mata que teria pago os serviços de manutenção do avião de campanha usado pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e que caiu vitimando ele e outras seis pessoas em Santos, no litoral de São Paulo.

O dono da empresa, Genivaldo Galvão Lopes, contratou o advogado Ademar Rigueira para representá-lo. Além de acompanhar as investigações a pedido da ex-primeira-dama Renata Campos, viúva de Campos, Rigueira também trabalhou para o PSB no processo contra o deputado federal José Augusto Maia (PROS), nas denúncias de compra de apoio político.

Leia a íntegra da matéria:

Empresa de vigilância pagou despesas de avião de campanha do PSB

SÃO LOURENÇO DA MATA (PE), SÃO PAULO e RIO — A empresa que pagou as despesas operacionais do avião usado pelos candidatos do PSB à Presidência, Eduardo Campos e Marina Silva, nos primeiros meses de campanha eleitoral, funciona em uma casa simples na periferia de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana de Recife. Registrada oficialmente como firma de vigilância, a Lopes & Galvão Ltda. aparece como pagadora de serviços de parqueamento e atendimento para a aeronave PR-AFA, prestados pela Líder Táxi Aéreo.

O GLOBO localizou Genivaldo Galvão Lopes e Luciene Lindalva Lopes, donos da empresa, na casa onde vivem há pelo menos uma década e que funciona como sede da empresa, no bairro Tiúma, antiga vila operária da cidade. Primeiro, os dois negaram ter pagado despesas da aeronave, dando a entender que a firma deles poderia ter sido usada indevidamente.

Nesta segunda-feira, por meio de um advogado, Genivaldo mudou a versão e informou que “pode ter realizado pagamentos a pedido de outras pessoas”. No entanto, preferiu não identificá-las, sob a alegação de que o fará apenas quando for “intimado por autoridades competentes para prestar esclarecimentos”.

— A gente não tem nada a ver com isso, somos pessoas decentes — disse Luciene, ainda na tarde de domingo.

— Eu não gosto nem de avião — completou o marido, na ocasião.

EMPRESA NÃO É CADASTRADA

Embora registrada oficialmente como empresa de atividades de vigilância e segurança privada, a Lopes & Galvão não é cadastrada na Delegacia de Controle da Segurança Privada, da Polícia Federal, como determina a legislação. O casal afirmou que a empresa atua na terceirização de funcionários de serviços gerais, como copeira, diarista e faxineira, para firmas de Recife. E negou qualquer relação política com políticos ou partidos.

— É uma empresa pequena. Resume-se a uma pessoa só, que sou eu — disse Genivaldo.

Uma de suas filhas, Sylney Lopes, de 29 anos, disse não fazer sentido a empresa do pai bancar despesas operacionais de uma aeronave avaliada em US$ 8,5 milhões (R$ 19 milhões).

— Você acha que, se tivéssemos esse dinheiro todo, eu moraria aqui em Tiúma? Longe de tudo, nessa rua… — afirmou, mencionando o bairro onde mora com a família, na periferia de São Lourenço da Mata.

O GLOBO teve acesso ao registro do contrato da Lopes & Galvão com a Líder Táxi Aéreo, para a prestação de serviços no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Antes de a empresa assumir o contrato, os serviços eram pagos pela AF Andrade, antiga proprietária da aeronave, com sede em Ribeirão Preto (SP). O gasto mensal com parqueamento e atendimento de um avião como o usado pelos candidatos do PSB gira em torno de R$ 30 mil mensais. Dependendo dos serviços contratados, a despesa no mês pode alcançar R$ 40 mil, segundo empresas do setor.

O avião foi comprado em maio de 2014 pelo empresário João Carlos Lyra, em sociedade com Apolo Santana Vieira e Eduardo Freire Bezerra Leite, também empresários, para ser usado na campanha de Campos e Marina. O próprio candidato testou a aeronave antes de a compra ser oficializada. Parte dos pagamentos para a AF Andrade foi feita por empresas fantasmas e sem lastro financeiro para quitar o negócio, como mostrou o “Jornal Nacional” na última semana.

O uso do mecanismo levou a PF a suspeitar que os empresários podem ter sido usados como laranjas para a compra do Cessna por alguém ligado diretamente ao PSB, a Eduardo Campos ou próximo a ele. O pagamento de despesas operacionais da aeronave por meio de uma empresa pequena e de outro ramo de atuação só reforça a tese da PF.

Oficialmente, a polícia afirma não ter recebido, ainda, pedido formal de investigação do caso, por parte do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele já determinou a abertura de procedimento para apurar possíveis irregularidades na utilização do jato.

Na primeira declaração de gastos da campanha, o PSB não declarou o uso da aeronave. Depois do acidente, o partido alegou que até o fim da campanha pretendia contabilizar as horas de voo e emitir recibo eleitoral de doação recebida dos empresários João Carlos Lyra e Apolo Santana. Os dois teriam doado ao partido na condição de pessoa física.

Nesta segunda-feira, O GLOBO perguntou ao PSB quem pagou pelas despesas operacionais do avião, se o partido ou os empresários que supostamente o doaram à campanha. Por meio da assessoria, o partido informou que não vai se posicionar sobre o assunto e que todos os esclarecimentos estavam em nota oficial divulgada na última semana. O texto não responde à pergunta.

O advogado indicado por Genivaldo Galvão Lopes para apresentar sua versão para o caso é o criminalista Ademar Rigueira, o mesmo contratado pela viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, para acompanhar, em nome da família, as investigações sobre o acidente que matou o ex-governador de Pernambuco e outros seis assessores em 13 de agosto, em Santos (SP).

ATÉ ADVOGADO ESTRANHA

Perguntado sobre a coincidência, Rigueira afirmou não ser advogado constituído de Genivaldo, e apenas ter sido procurado por ele para obter uma orientação.

— Ele pode ter lido meu nome em jornais, sou um profissional conhecido em Recife — disse o defensor.

Rigueira disse considerar estranho que despesas da aeronave tenham sido pagas por uma empresa do porte da Lopes & Galvão.

— Eles vão ter que explicar. Eu não sei (por que a empresa pagou). Você tem razão em estar questionando isso — afirmou o advogado.

A Força Aérea Brasileira está investigando as causas do acidente. A Polícia Civil de SP e a Polícia Federal também abriram inquérito sobre o desastre. As duas polícias têm como outra tarefa identificar devidamente os verdadeiros donos do jato. A informação é importante para nortear ações e pedidos de indenização de moradores de Santos que tiveram algum tipo de prejuízo com o acidente. Pelo menos 50 pedidos de indenização já foram apresentados à polícia.

Tags: Eduardo Campos, psb,
voo presidencial

Para FBC, Marina fará mais por Pernambuco do que Lula

Publicado em 02/09/2014 às 9:46 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Com informações de Jamildo Melo, editor do Blog.

Para o ex-ministro da Integração Fernando Bezerra Coelho (PSB), candidato ao Senado, a ex-senadora Marina Silva (PSB) fará mais por Pernambuco, se for eleita presidente da República, do que fez o ex-presidente Lula (PT), nascido em Caetés, no interior do Estado. “Lula teve uma relação com pessoal com o estado e também com Eduardo. Mas ele tinha uma base política em São Paulo”, argumenta FBC.

Marina assumiu a candidatura à Presidência da República após a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, em um acidente aéreo ocorrido em Santos, no litoral de São Paulo. Para Fernando Bezerra Coelho, foi Campos quem deu à política brasileira o mote do fim da polarização entre PT e PSDB, usado por Marina na campanha presidencial.

“Como Eduardo foi primordial para a campanha de Marina. Ela vai ser muito mais devedora ao estado de Pernambuco”, acredita o candidato. “Essa relação com Pernambuco, já deu a ela uma base política no Nordeste”, diz.

Segundo a última pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Datafolha, há quatro dias, Marina está empatada em primeiro lugar com a presidente Dilma Rousseff (PT); ambas com 34%. O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) vem atrás com 15%. Na simulação de segundo turno, Marina venceria Dilma por 50% a 40%.

Já em Pernambuco, onde o próprio Eduardo perdia para a presidente Dilma Rousseff, Marina já tem 41% dos votos, contra 35% da petista; diz levantamento do Instituto de Pesquisas Maurício de Nassau (IPMN), divulgado nessa segunda-feira (1º).

Leia também: Com 41% a 35%, Marina desbanca Dilma em Pernambuco, mostra nova pesquisa da Nassau

Tags: Eleições, Eleições 2014, fbc, Lula, Marina, marina silva, Pernambuco, psb, PT, Rede,
interior

Vice-prefeito de Cumaru é assassinado a tiros em Caruaru

Publicado em 02/09/2014 às 9:03 por em Notícias
Foto: Jaqueline Almeida/NE10

Foto: Jaqueline Almeida/NE10

Do NE10 Interior

O vice-prefeito de Cumaru, Marcos Antônio Bezerra Costa, de 49 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (2) na BR-104, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima trafegava em uma caminhonete quando dois homens em uma moto teriam se aproximado do veículo e efetuado vários disparos de arma de fogo. A vítima foi atingida no pescoço e morreu no local.

Ainda segundo a polícia, o vice-prefeito era proprietário de uma lanchonete no Terminal Rodoviário de Caruaru e estaria indo para o local. A motivação do crime ainda não foi identificada. Os suspeitos fugiram e ainda não foram localizados. O corpo da vítima será encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no município.

O vice-prefeito apoiava o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) para governador.

Tags: caruaru, Cumaru, Interior,
bibliotecas

Armando Monteiro propõe pacto contra emendas da Alepe para shows

Publicado em 02/09/2014 às 9:00 por em Notícias
Armando faz comemoração discreta do resultado da pesquisa. Foto: divulgação

Foto: divulgação

Ao contrário do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB), que preferiu falar sobre o assunto de forma cautelosa, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) disse abertamente que quer criar um pacto com a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para impedir que emendas parlamentares sejam destinadas para shows em cidades do interior. Levantado pelo Jornal do Commercio, o caso tem levantado polêmica porque os deputados estaduais preferem financiar shows, do que projetos de infraestrutura ou a construção de escolas.

Segundo a proposta de Armando, o pacto pediria para que as emendas da área cultural fossem destinadas à construção de bibliotecas e teatros municipais. O petebista lembrou que como presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a entidade destinou 35 bibliotecas para Pernambuco.

Leia também: Mesmo de forma indireta, Paulo Câmara critica farra com emendas parlamentares

Tags: Alepe, Armando Monteiro, Eleições, Eleições 2014, PTB,
ficou para dezembro

PCR atrasa entrega de trecho da Via Mangue

Publicado em 02/09/2014 às 8:35 por em Notícias

Por Roberta Soares
No Jornal do Commercio desta terça-feira (2).

Os atrasos na conclusão da Via Mangue, corredor expresso que tem aliviado o acesso à Zona Sul do Recife, continuam. Ontem, pelo cronograma oficial divulgado pela própria prefeitura em maio, deveria ter sido aberta ao tráfego de veículos a primeira parte da pista leste da avenida, um trecho com aproximadamente um quilômetro, que funcionaria no sentido subúrbio-Centro. Desde que foi parcialmente inaugurada, a Via Mangue apenas vai, mas não volta, ou seja, funciona unicamente no sentido Centro-subúrbio.

O trecho que seria inaugurado ontem começaria na Avenida Antônio Falcão e seguiria até a Rua Henrique Capitulino (continuação da Rua Dr. José Maria de Miranda), em Boa Viagem. Pelo menos, por enquanto, não há prazo certo para a liberação.

Via Mangue

A Prefeitura do Recife está sem dinheiro em caixa para finalizar os serviços. São poucos, perto do montante de obras executadas até agora no corredor, mas fundamentais para não comprometer a circulação na pista leste da via, que já teve sua funcionalidade comprometida porque vai operar apenas parcialmente no sentido subúrbio-Centro.

Devido ao gargalo criado com a obra incompleta do túnel da Rua Manoel de Brito, que passa sob a Avenida Herculano Bandeira, no Pina, a pista leste do corredor viário não poderá funcionar como binário. Em maio, quando foi apresentado o plano de mobilidade da Via Mangue, a prefeitura mostrou, guiada por estudos, que se o tráfego fosse liberado no sentido subúrbio-Centro, toda a extensão da avenida viraria um grande congestionamento.

Faltam exatamente R$ 26 milhões, parte da contrapartida de R$ 81 milhões do município. A Via Mangue custou, até agora, R$ 431 milhões, sendo R$ 331 milhões referentes a empréstimos federais e R$ 19 milhões recursos diretos da União, além da contrapartida municipal.

“Estamos buscando um novo empréstimo desde maio junto à Caixa Econômica Federal (CEF) e ainda não tivemos definição. Acreditamos que, em uma ou duas semanas, isso será resolvido. Não conseguimos cumprir o prazo da terceira fase, mas mantemos o mês de dezembro como data final para conclusão da Via Mangue”, argumenta o secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos do Recife, Victor Vieira.

Leia mais no JC desta terça.

Tags: PCR, recife, via mangue,
mobilidade

DNIT reapresenta o Arco Metropolitano para licenciamento

Publicado em 02/09/2014 às 8:30 por em Notícias

Por Giovanni Sandes
No Jornal do Commercio desta terça-feira (2).

O Arco Metropolitano, megaobra do Grande Recife que atrasou sem ter começado, teve seu projeto reapresentado para licenciamento na semana passada. Os novos Estudo e Relatório de Impacto ambiental (EIA/Rima), entregues pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), são do lote 2 da rodovia, com 44 quilômetros da BR-101, no Cabo de Santo Agostinho, à BR-408, em São Lourenço da Mata. Ainda é possível que o trecho seja licitado este ano. O lote 1, com traçado indefinido entre a BR-408, em São Lourenço, à BR-101, na previsão otimista será licitado no primeiro semestre de 2015.

Toda a obra é orçada em R$ 1,34 bilhão. A primeira licitação do Arco saiu em dezembro, mas a concorrência foi suspensa pelo próprio DNIT. Faltavam documentos básicos como projeto e as licenças ambientais. Um novo prazo foi anunciado, até junho, mas o edital não saiu.

DNIT Arco

O projeto do Arco precisou ser em parte refeito, incluindo o EIA/Rima. “São mais de 700 páginas. Se não precisarmos parar a análise e solicitar mais informações, podemos emitir a licença prévia, que libera a licitação, até 24 de outubro”, diz Jost Paulo Reis, assessor especial da presidência da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). No período haverá audiência pública, com local ainda indefinido.

O Arco é urgente para desviar da engarrafada BR-101 urbana o tráfego pesado que hoje sufoca a rodovia, um trânsito que só piora na medida que novas indústrias entram em operação, como o futuro polo automotivo de Goiana.

Os primeiros estudos do Arco são de 2008. Diante do custo da obra, na época R$ 1,7 bilhão, o Estado cogitou uma concessão rodoviária, projeto elaborado pela iniciativa privada e com licenciamento iniciado há um ano e meio – mas cancelado. Em abril de 2013, o DNIT assumiu o Arco, porém problemas nos direitos autorais do projeto de concessão restringiram os dados à versão antiga, de 2008, o que motivou uma volta a um estágio inicial dos estudos.

Sobre o lote 1, o DNIT vai submeter à CPRH ainda este mês uma nota técnica com possíveis traçados, para evitar mais perda de tempo no projeto.

Tags: arco metropolitano, Dnit, Grande Recife, RMR,
eleições 2014

Bruno Araújo acha que Aécio polariza com Marina

Publicado em 02/09/2014 às 7:58 por em Eleições, Notícias
Terceiro colocado nas pesquisas, Aécio foi escanteado no debate. Foto: NELSON ALMEIDA / AFP

Foto: Nelson Almeida/AFP

Apesar de a presidente Dilma Rousseff (PT) e a ex-senadora Marina Silva (PSB) terem dado preferência a perguntar uma para a outra durante o debate do SBT e UOL, realizado nessa segunda-feira (1º), para o deputado federal Bruno Araújo, presidente do PSDB em Pernambuco, foi o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) que polarizou com a candidata do PSB. O deputado, que também é vice-presidente nacional do partido, acredita que essa polarização deve se repetir na disputa eleitoral neste último mês de campanha.

Aécio aparecia em segundo lugar em todas as pesquisas de intenção de voto realizadas antes da morte do ex-governador Eduardo Campos, que foi substituído na disputa por Marina. Desde então, a ex-senadora tem crescido junto ao eleitorado e, na última pesquisa do Datafolha, ela estava empatada com Dilma em 34%. No mesmo levantamento, Aécio tinha 15%.

LEIA TAMBÉM:
>> Polarização entre Dilma e Marina marca debate do SBT
>> Na TV, Aécio fica ofuscado em debate com presidenciáveis

Tags: aécio neves, Bruno Araújo, Eleições, Eleições 2014, Marina, marina silva, psb, PSDB, Rede,
sessão solene

Chapa socialista dispensa jatinho na ida à Brasília para homenagem a Eduardo Campos

Publicado em 02/09/2014 às 7:39 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

A chapa socialista ao Governo de Pernambuco embarcou logo no início da manhã desta terça-feira (2) para Brasília para acompanhar a sessão solene em homenagem ao ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, falecido no dia 13 de agosto em um acidente aéreo ocorrido na cidade de Santos, no litoral de São Paulo. A sessão solene em homenagem ao ex-governador está marcada para as 15h. O grupo dispensou o uso de jatinhos e foi em um voo da TAM.

No avião de carreira, embarcaram o candidato a governador, Paulo Câmara (PSB), o vice Raul Henry (PMDB) e o candidato ao Senado, Fernando Bezerra Coelho (PSB). Junto com eles, o presidente do PSB de Pernambuco, Sileno Guedes.

No mesmo voo, também embarcou o deputado federal João Paulo (PT), que disputa a vaga do Senado com FBC. Os dois adversários pegaram a mesma fila, mas não chegaram a se falar.

O governador João Lyra Neto (PSB) também confirmou presença. Pela manhã, ele tem reunião no Banco Mundial. O governador já estava em Brasília para a posse do pernambucano Francisco Falcão como presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Leia também: Câmara Federal terá sessão solene para homenagear Eduardo Campos

Tags: Eduardo Campos, Eleições, Eleições 2014, fbc, João Paulo, Paulo Câmara, psb, PT,
candidata

Marina diz que querem rotulá-la como fundamentalista

Publicado em 02/09/2014 às 7:23 por em Eleições, Notícias
Foto: Zé Paulo Cardeal/Globo

Foto: Zé Paulo Cardeal/Globo

A candidata à Presidência Marina Silva (PSB) disse hoje que a informação divulgada na imprensa de que ela consulta a bíblia antes de tomar decisões importantes faz parte de uma estratégia de “pessoas de má-fé” para rotulá-la como fundamentalista. De acordo com Marina, a bíblia é uma referência para o ser humano assim como é a arte e a literatura. “Uma pessoa que crê tem na bíblia uma referência, assim como tem como referência a arte, a literatura. Às vezes as pessoas podem ter um insight (ideia) assistindo um filme”, disse, durante entrevista ao Jornal da Globo exibida na madrugada desta terça-feira.

As declarações de Marina se referem a uma matéria no jornal Folha de S.Paulo desta segunda-feira que afirma que a candidata costuma recorrer a versículos da bíblia em momentos decisórios difíceis. Marina disse que o ser humano tem naturalmente uma subjetividade e que isso é importante para o desenvolvimento das sociedades.

“As pessoas tomam decisões que levam em conta vários aspectos”, disse. “O ser humano não é uma unidade pura de alguma coisa, somos seres subjetivos e a subjetividade é uma riqueza interior para qualquer ser humano”, afirmou. “Isso (informações da matéria) é uma forma que as pessoas foram construindo para tentar passar a imagem que eu sou fundamentalista, coisas de pessoas de má-fé”, disse.

Na entrevista, Marina Silva voltou a explicar que a mudança no seu programa de governo em relação ao casamento de pessoas do mesmo sexo e à energia nuclear se deve a um erro de processo na elaboração do documento. Ela também disse que defende os direitos civis de todos os brasileiros e que repudia qualquer forma de preconceito.

Na área econômica, a candidata do PSB afirmou que, caso seja eleita, vai recuperar o tripé macroeconômico – superávit fiscal, câmbio flutuante e metas de inflação – para retomar a confiança do investidor no País. Além disso, Marina afirmou que tem um compromisso de não aumentar impostos e que os recursos para a ampliação de programas sociais virão do espaço fiscal adquirido quando o País voltar a crescer.

Tags: Eleições, Eleições 2014, Marina, marina silva, psb, Rede,
desastre aéreo

Em nota, PSB afirma que estava alheio às negociações de avião que levava Campos

Publicado em 02/09/2014 às 0:03 por em Notícias
Acidente aéreo que vitimou o candidato à Presidência da República. Foto: AFP

Área em que aconteceu o acidente que vitimou o candidato à Presidência da República Eduardo Campos. Foto: AFP

Em meio às especulações sobre a aquisição do avião Cessna Citation, que levava o ex-governador Eduardo Campos e outros seis assessores e caiu em Santos, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) enviou uma nota com alguns esclarecimentos sobre a aeronave.

Segundo o texto, assinado pelo presidente do partido, Roberto Amaral, o uso do avião foi autorizado por João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho e Apolo Santana Vieira, dos grupos empresariais BR-Par Participação Ltda. e Bandeirantes Cia. Pneus Ltda. de Pernambuco. A negociação foi feita entre os dois e a empresa AF Andrade, de Ribeirão Preto.

O presidente do partido afirmou ainda que a utilização da aeronave está sendo incluída na prestação de contas de Eduardo Campos ao Tribunal Regional Eleitoral.

Leia a íntegra da nota:

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) vem a público prestar os seguintes esclarecimentos a respeito do acidente ocorrido em 13/08/14, com a aeronave prefixo PP-AFA, que vitimou o seu presidente e então candidato à Presidência da República, Eduardo Henrique Aciolly Campos.

- O uso da aeronave foi autorizado pelos Srs. João Carlos Lyra Pessoa de Mello Filho e Apolo Santana Vieira, dos grupos empresariais BR-Par Participação Ltda. e Bandeirantes Cia. Pneus Ltda. de Pernambuco;

- Apurou-se que tais empresários haviam negociado o mencionado avião com a empresa AF Andrade, de Ribeirão Preto, que era sua arrendatária junto à Cessna Finance;

- A transferência de leasing ao Grupo de Pernambuco foi comunicada pela AF Andrade à ANAC, por petição datada de 15 de maio de 2014;

- Referida transferência de leasing, segundo nota à imprensa, não foi ainda concretizada, porque a Cessna Finance não aprovou as garantias oferecidas;

- Como também informou o grupo Andrade à ANAC, os empresários pernambucanos pagaram, no dia 08 de maio, oito parcelas do leasing da aeronave.

O Partido Socialista Brasileiro presta esses esclarecimentos para deixar patente que esteve alheio às negociações efetuadas entre os empresários de Pernambuco e a empresa AF de Ribeirão Preto.

Cumpre ainda esclarecer que a utilização da aeronave está sendo incluída na prestação de contas de Eduardo Campos ao Tribunal Regional Eleitoral.

Roberto Amaral
Presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB)

Página 1 de 9.33312345...102030...Última »