alfinetou Marina

Aécio promete programa coerente, que defende aplicar Código Penal para jovens de 16 anos

Publicado em 02/09/2014 às 13:07 por em Eleições, Notícias
Foto: Marcos Fernandes/PSDB

Foto: Marcos Fernandes/PSDB

O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) promete lançar seu plano de governo na próxima semana, com “a marca da coerência e da consistência das propostas defendidas pela candidatura”. A declaração pode ser uma alfinetada ao documento apresentado pela ex-senadora Marina Silva (PSB), que depois foi remendado para se adequar às crenças pessoais da candidata; retirando trechos que defendiam a energia nuclear, o casamento homoafetivo e a criminalização da homofobia.

Para dar o tom, Aécio já garante, de cara, uma proposta polêmica. Como tem dito na campanha, o senador tucano vai incluir no documento a proposta do vice, Aloysio Nunes, que permite a aplicação do Código Penal para julgar jovens entre 16 e 18 anos.

A aplicação do Código Penal para menores seria restrita a crimes extremamente graves ou cometidos outras vezes pelos menores. Pela proposta, após ouvir o Ministério Público e especialistas que atestem o dicernimento do jovem, o juiz pode responsabilizá-lo penalmente.

Outra proposta prevê transformar o Ministério da Justiça em Ministério da Segurança Pública e Justiça, para dar prioridade à área.

casamento

Ex-coordenador LGBT da campanha de Marina deve entrar na equipe de Paulo Câmara

Publicado em 02/09/2014 às 12:37 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Quatro dias depois que o PSB retificou o programa de governo da ex-senadora Marina Silva, o jornal O Globo noticia que Luciano de Freitas, ex-coordenador do Núcleo LGBT da campanha presidencial, Luciano de Freitas, deve se integrar ao time de puxadores de voto do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB), na disputa pelo Governo de Pernambuco.

No sábado (30), um dia depois de o documento ser lançado, a equipe de campanha de Marina modificou o trecho que falava sobre os direitos LGBT para retirar promessas como a defesa do casamento homoafetivo e da criminalização da homofobia.

Ao jornal O Globo, Luciano de Freitas disse que já estava decidido a deixar a equipe de campanha de Marina na semana passada por falta de tempo e teria confirmado a decisão após os contratempos. Segundo o jornal, ele é pernambucano e não tem cargo de direção no PSB.

Ao jornal carioca, Luciano de Freitas evitou falar sobre a modificação do documento. “O que redigimos foi exatamente o que saiu. Esperávamos que tivesse cortes. Ficamos surpresos com o que foi publicado, limitou-se a afirmar.

Tags: Eleições, Eleições 2014, Marina, marina silva, Nova Política, Paulo Câmara, psb, Rede,
Eleições 2014

Vereador do PT pede que eleitorado não entre em “aventuras”

Publicado em 02/09/2014 às 12:36 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Vereador de Recife pelo PT, Jurandir Liberal participou na manhã desta terça-feira (02) de um encontro com a militância da chapa majoritária da coligação Pernambuco Vai Mais Longe e pediu que o eleitorado não caia em “aventuras”, fazendo referência à candidatura de Paulo Câmara (PSB).

A chapa majoritária da coligação Pernambuco Vai Mais Longe tem Armando Monteiro (PTB) como candidato ao Governo e Paulo Rubem Santiago (PDT) como vive, além de João Paulo (PT) concorrendo ao cargo de Senador.

Jurandir discursava para um grupo de militantes de Armando, e aproveitou para criticar a candidatura de Paulo Câmara, principal adversário de Armamando na disputa.

Câmara é afilhado político do ex-governador Eduardo Campos, falecido no último dia 13 de agosto em um acidente aéreo no litoral de São Paulo e que vitimou outras seis pessoas entre assessores e pilotos.

O vereador considerou a candidatura de Câmara como uma “aventura” e fez anologia com a eleição do ex-presidente e atual senador por Alagoas, Fernando Collor de Melo (PTB), em 1989: “Às vezes as pessoas entram em aventuras que acabam dando errado. Entramos uma aventura que elegeu o Collor em 89″.

Jurandir ainda se referiu ao governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB), presidente do Brasil por dois mandatos, como “uma aventura neoliberal”.

Eleições 2014

Marília Arraes pede que deixem Eduardo Campos descansar

Publicado em 02/09/2014 às 12:17 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Em um ato com a militância do candidato ao Governo de Pernambuco Armando Monteiro (PTB), Marília Arraes, prima de Eduardo Campos, pediu que os candidatos da Frente Popular por Pernambuco deixassem o ex-governador, que morreu no último dia 13 de agosto em um acidente aéreo, descansar. “Homenagem não se faz com voto”, disse a vereadora.

Falando de Eduardo como um grande nome da política nacional, Marília aproveitou para condenar a campanha da Frente Popular, que usa a imagem de Eduardo nos programas dos guias eleitorais de TV: “Querem uma homenagem…? A gente pode levar uma flor; quem for evangélico, católico pode fazer uma oração. Deixem a pessoa descansar e não ficar usando exaustivamente a imagem de uma pessoa que já faleceu”, criticou.

Marília discursava a favor da candidatura de Armando e criticava a escolha de Paulo Câmara (PSB) para ser o candidato da Frente Popular na disputa ao cargo de governador de Pernambuco. A coligação reúne 21 partidos e Paulo Câmara, que foi secretário da fazenda na gestão de Campos, foi escolhido pelo próprio ex-governador.

Marília já atua na oposição desde julho, quando rompeu com o primo ao criticar publicamente o PSB, partido que tinha  Eduardo como presidente nacional. Apesar de ainda estar ligada ao PSB, declarou apoio ao petebista. “Eu conheço Armando há 20 anos e eu tenho 30 anos de idade. Desde 1984 estamos juntos. Por que estaríamos separados agora?”, questionou a vereadora e aproveitou para criticar a candidatura de Paulo Câmara: “Ele pode até ser uma boa pessoa; mas não é suficiente para ser um grande governador de Pernambuco”.

A vereadora ainda aproveitou para falar de Miguel Arraes, avô dela e de Eduardo Campos, citando-o como exemplo de homem prepardo para exercer o cargo em Pernambuco. “Miguel Arraes era um homem preparado. E não ficava apenas atrás de uma mesa cobrando imposto, enfrentando burocracia de Estado, sem colocar os pés na lama e sem conhecer a realidade do povo”, disse a socialista.

dê sua opinião

Você é a favor da criminalização da homofobia?

Publicado em 02/09/2014 às 12:03 por em Eleições, Enquete

Durante o debate acirrado entre a presidente Dilma Rousseff (PT) e a ex-senadora Marina Silva (PSB) nessa segunda-feira (1º), a petista defendeu pela primeira vez publicamente a criminalização da homofobia. A declaração era uma reação à mudança realizada no plano de governo de Marina, que retirou o trecho em que a criminalização da homofobia era defendida. A ex-senadora é evangélica.

Segundo o Datafolha, Dilma e Marina estão empatadas em primeiro lugar na disputa pelo Planalto, com 34% das intenções de voto cada. A ex-senadora, porém, venceria no segundo turno.

Nesse cenário, o Blog de Jamildo quer saber: qual a sua opinião sobre a criminalização da homofobia?

interior

MPF pede que União suspenda repasse de convênios para municípios pernambucanos que não possuem Portal da Transparência

Publicado em 02/09/2014 às 11:11 por em Notícias

Até 40 municípios pernambucanos, ligados à Procuradoria da República em Garanhuns, que não tenham criado Portal da Transparência para dar publicidade às contas públicas, podem ficar sem receber dinheiro proveniente de transferências voluntárias do governo federal. A recomendação foi expedida pelo Ministério Público Federal (MPF) e impede que a União transfira dinheiro vindo de convênios para a realização de obras.

A sanção não inclui recursos de determinação constitucional e legal ou destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS). O prazo para cumprimento é 60 dias.

Em 9 de dezembro de 2013, data que marca o Dia de Combate à Corrupção, o MPF e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) já haviam expedido uma recomendação para que os municípios implementassem os portais da transparência; o que foi descumprido pelas cidades.

Em nove casos, o MPPE chegou a ajuizar ações civis públicas para garantir a implementação dos portais: Inajá, Manari, Garanhuns, Lagoa do Ouro, Buíque, Tupanatinga, Águas Belas, Itaíba e Sertânia.

Os municípios ligados a Procuradoria da República de Garanhuns são Águas Belas, Angelim, Bom Conselho, Brejão, Caetés, Calçado, Canhotinho, Capoeiras, Correntes, Garanhuns, Iati, Ibirajuba, Jucati, Jupi, Lagoa do Ouro, Lajedo, Palmeirina, Paranatama, Quipapá, Saloá, São Bento do Una, São João, Terezinha, Alagoinha, Arcoverde, Buíque, Ibimirim, Iguaraci, Inajá, Ingazeira, Itaíba, Manari, Pedra, Pesqueira, Poção, Sertânia, Tacaratu, Tupanatinga, Tuparetama e Venturosa.

Tags: Interior, mpf, mppe, Pernambuco,
em O Globo

Ex-funcionário de usina confirma que pode ter pagado despesas do avião de Eduardo Campos

Publicado em 02/09/2014 às 9:56 por em Eleições, Notícias
Casa de Genivaldo Galvão Lopes, que teria pago as despesas de manutenção do avião que levava Eduardo Campos. Foto: BlogImagem

Casa de Genivaldo Galvão Lopes, que teria pago as despesas de manutenção do avião que levava Eduardo Campos. Foto: BlogImagem

Conforme o Blog de Jamildo noticiou em primeira mão em Pernambuco, o jornal O Globo desta terça-feira (2) traz mais detalhes sobre a pequena empresa de São Lourenço da Mata que teria pago os serviços de manutenção do avião de campanha usado pelo ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos e que caiu vitimando ele e outras seis pessoas em Santos, no litoral de São Paulo.

O dono da empresa, Genivaldo Galvão Lopes, contratou o advogado Ademar Rigueira para representá-lo. Além de acompanhar as investigações a pedido da ex-primeira-dama Renata Campos, viúva de Campos, Rigueira também trabalhou para o PSB no processo contra o deputado federal José Augusto Maia (PROS), nas denúncias de compra de apoio político.

Leia a íntegra da matéria:

Empresa de vigilância pagou despesas de avião de campanha do PSB

SÃO LOURENÇO DA MATA (PE), SÃO PAULO e RIO — A empresa que pagou as despesas operacionais do avião usado pelos candidatos do PSB à Presidência, Eduardo Campos e Marina Silva, nos primeiros meses de campanha eleitoral, funciona em uma casa simples na periferia de São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana de Recife. Registrada oficialmente como firma de vigilância, a Lopes & Galvão Ltda. aparece como pagadora de serviços de parqueamento e atendimento para a aeronave PR-AFA, prestados pela Líder Táxi Aéreo.

O GLOBO localizou Genivaldo Galvão Lopes e Luciene Lindalva Lopes, donos da empresa, na casa onde vivem há pelo menos uma década e que funciona como sede da empresa, no bairro Tiúma, antiga vila operária da cidade. Primeiro, os dois negaram ter pagado despesas da aeronave, dando a entender que a firma deles poderia ter sido usada indevidamente.

Nesta segunda-feira, por meio de um advogado, Genivaldo mudou a versão e informou que “pode ter realizado pagamentos a pedido de outras pessoas”. No entanto, preferiu não identificá-las, sob a alegação de que o fará apenas quando for “intimado por autoridades competentes para prestar esclarecimentos”.

— A gente não tem nada a ver com isso, somos pessoas decentes — disse Luciene, ainda na tarde de domingo.

— Eu não gosto nem de avião — completou o marido, na ocasião.

EMPRESA NÃO É CADASTRADA

Embora registrada oficialmente como empresa de atividades de vigilância e segurança privada, a Lopes & Galvão não é cadastrada na Delegacia de Controle da Segurança Privada, da Polícia Federal, como determina a legislação. O casal afirmou que a empresa atua na terceirização de funcionários de serviços gerais, como copeira, diarista e faxineira, para firmas de Recife. E negou qualquer relação política com políticos ou partidos.

— É uma empresa pequena. Resume-se a uma pessoa só, que sou eu — disse Genivaldo.

Uma de suas filhas, Sylney Lopes, de 29 anos, disse não fazer sentido a empresa do pai bancar despesas operacionais de uma aeronave avaliada em US$ 8,5 milhões (R$ 19 milhões).

— Você acha que, se tivéssemos esse dinheiro todo, eu moraria aqui em Tiúma? Longe de tudo, nessa rua… — afirmou, mencionando o bairro onde mora com a família, na periferia de São Lourenço da Mata.

O GLOBO teve acesso ao registro do contrato da Lopes & Galvão com a Líder Táxi Aéreo, para a prestação de serviços no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Antes de a empresa assumir o contrato, os serviços eram pagos pela AF Andrade, antiga proprietária da aeronave, com sede em Ribeirão Preto (SP). O gasto mensal com parqueamento e atendimento de um avião como o usado pelos candidatos do PSB gira em torno de R$ 30 mil mensais. Dependendo dos serviços contratados, a despesa no mês pode alcançar R$ 40 mil, segundo empresas do setor.

O avião foi comprado em maio de 2014 pelo empresário João Carlos Lyra, em sociedade com Apolo Santana Vieira e Eduardo Freire Bezerra Leite, também empresários, para ser usado na campanha de Campos e Marina. O próprio candidato testou a aeronave antes de a compra ser oficializada. Parte dos pagamentos para a AF Andrade foi feita por empresas fantasmas e sem lastro financeiro para quitar o negócio, como mostrou o “Jornal Nacional” na última semana.

O uso do mecanismo levou a PF a suspeitar que os empresários podem ter sido usados como laranjas para a compra do Cessna por alguém ligado diretamente ao PSB, a Eduardo Campos ou próximo a ele. O pagamento de despesas operacionais da aeronave por meio de uma empresa pequena e de outro ramo de atuação só reforça a tese da PF.

Oficialmente, a polícia afirma não ter recebido, ainda, pedido formal de investigação do caso, por parte do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Ele já determinou a abertura de procedimento para apurar possíveis irregularidades na utilização do jato.

Na primeira declaração de gastos da campanha, o PSB não declarou o uso da aeronave. Depois do acidente, o partido alegou que até o fim da campanha pretendia contabilizar as horas de voo e emitir recibo eleitoral de doação recebida dos empresários João Carlos Lyra e Apolo Santana. Os dois teriam doado ao partido na condição de pessoa física.

Nesta segunda-feira, O GLOBO perguntou ao PSB quem pagou pelas despesas operacionais do avião, se o partido ou os empresários que supostamente o doaram à campanha. Por meio da assessoria, o partido informou que não vai se posicionar sobre o assunto e que todos os esclarecimentos estavam em nota oficial divulgada na última semana. O texto não responde à pergunta.

O advogado indicado por Genivaldo Galvão Lopes para apresentar sua versão para o caso é o criminalista Ademar Rigueira, o mesmo contratado pela viúva de Eduardo Campos, Renata Campos, para acompanhar, em nome da família, as investigações sobre o acidente que matou o ex-governador de Pernambuco e outros seis assessores em 13 de agosto, em Santos (SP).

ATÉ ADVOGADO ESTRANHA

Perguntado sobre a coincidência, Rigueira afirmou não ser advogado constituído de Genivaldo, e apenas ter sido procurado por ele para obter uma orientação.

— Ele pode ter lido meu nome em jornais, sou um profissional conhecido em Recife — disse o defensor.

Rigueira disse considerar estranho que despesas da aeronave tenham sido pagas por uma empresa do porte da Lopes & Galvão.

— Eles vão ter que explicar. Eu não sei (por que a empresa pagou). Você tem razão em estar questionando isso — afirmou o advogado.

A Força Aérea Brasileira está investigando as causas do acidente. A Polícia Civil de SP e a Polícia Federal também abriram inquérito sobre o desastre. As duas polícias têm como outra tarefa identificar devidamente os verdadeiros donos do jato. A informação é importante para nortear ações e pedidos de indenização de moradores de Santos que tiveram algum tipo de prejuízo com o acidente. Pelo menos 50 pedidos de indenização já foram apresentados à polícia.

Tags: Eduardo Campos, psb,
voo presidencial

Para FBC, Marina fará mais por Pernambuco do que Lula

Publicado em 02/09/2014 às 9:46 por em Eleições, Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Com informações de Jamildo Melo, editor do Blog.

Para o ex-ministro da Integração Fernando Bezerra Coelho (PSB), candidato ao Senado, a ex-senadora Marina Silva (PSB) fará mais por Pernambuco, se for eleita presidente da República, do que fez o ex-presidente Lula (PT), nascido em Caetés, no interior do Estado. “Lula teve uma relação com pessoal com o estado e também com Eduardo. Mas ele tinha uma base política em São Paulo”, argumenta FBC.

Marina assumiu a candidatura à Presidência da República após a morte do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, em um acidente aéreo ocorrido em Santos, no litoral de São Paulo. Para Fernando Bezerra Coelho, foi Campos quem deu à política brasileira o mote do fim da polarização entre PT e PSDB, usado por Marina na campanha presidencial.

“Como Eduardo foi primordial para a campanha de Marina. Ela vai ser muito mais devedora ao estado de Pernambuco”, acredita o candidato. “Essa relação com Pernambuco, já deu a ela uma base política no Nordeste”, diz.

Segundo a última pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Datafolha, há quatro dias, Marina está empatada em primeiro lugar com a presidente Dilma Rousseff (PT); ambas com 34%. O senador mineiro Aécio Neves (PSDB) vem atrás com 15%. Na simulação de segundo turno, Marina venceria Dilma por 50% a 40%.

Já em Pernambuco, onde o próprio Eduardo perdia para a presidente Dilma Rousseff, Marina já tem 41% dos votos, contra 35% da petista; diz levantamento do Instituto de Pesquisas Maurício de Nassau (IPMN), divulgado nessa segunda-feira (1º).

Leia também: Com 41% a 35%, Marina desbanca Dilma em Pernambuco, mostra nova pesquisa da Nassau

Tags: Eleições, Eleições 2014, fbc, Lula, Marina, marina silva, Pernambuco, psb, PT, Rede,
interior

Vice-prefeito de Cumaru é assassinado a tiros em Caruaru

Publicado em 02/09/2014 às 9:03 por em Notícias
Foto: Jaqueline Almeida/NE10

Foto: Jaqueline Almeida/NE10

Do NE10 Interior

O vice-prefeito de Cumaru, Marcos Antônio Bezerra Costa, de 49 anos, foi assassinado a tiros na manhã desta terça-feira (2) na BR-104, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima trafegava em uma caminhonete quando dois homens em uma moto teriam se aproximado do veículo e efetuado vários disparos de arma de fogo. A vítima foi atingida no pescoço e morreu no local.

Ainda segundo a polícia, o vice-prefeito era proprietário de uma lanchonete no Terminal Rodoviário de Caruaru e estaria indo para o local. A motivação do crime ainda não foi identificada. Os suspeitos fugiram e ainda não foram localizados. O corpo da vítima será encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no município.

O vice-prefeito apoiava o ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB) para governador.

Tags: caruaru, Cumaru, Interior,
bibliotecas

Armando Monteiro propõe pacto contra emendas da Alepe para shows

Publicado em 02/09/2014 às 9:00 por em Notícias
Armando faz comemoração discreta do resultado da pesquisa. Foto: divulgação

Foto: divulgação

Ao contrário do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB), que preferiu falar sobre o assunto de forma cautelosa, o senador Armando Monteiro Neto (PTB) disse abertamente que quer criar um pacto com a Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) para impedir que emendas parlamentares sejam destinadas para shows em cidades do interior. Levantado pelo Jornal do Commercio, o caso tem levantado polêmica porque os deputados estaduais preferem financiar shows, do que projetos de infraestrutura ou a construção de escolas.

Segundo a proposta de Armando, o pacto pediria para que as emendas da área cultural fossem destinadas à construção de bibliotecas e teatros municipais. O petebista lembrou que como presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a entidade destinou 35 bibliotecas para Pernambuco.

Leia também: Mesmo de forma indireta, Paulo Câmara critica farra com emendas parlamentares

Tags: Alepe, Armando Monteiro, Eleições, Eleições 2014, PTB,
Página 1 de 9.33312345...102030...Última »