eleições 2014

Candidata do PSOL promete criar Ministério da Ecologia e Justiça Ambiental

Publicado em 31/07/2014 às 8:09 por em Eleições, Notícias

Da Agência Brasil

A candidata à Presidência da República pelo PSOL, Luciana Genro, disse que seu governo irá criar o Ministério da Ecologia e Justiça Ambiental. A candidata fez o anúncio na sede do partido em Fortaleza, durante evento para lançamento de seu programa ambiental. De acordo com ela, a nova pasta incorporará os ministérios da Pesca; Meio Ambiente; Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Transporte; e Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Segundo a assessoria de comunicação da candidata, ela avalia que a medida reduzirá os gastos públicos e será estratégica. “Vamos apresentar um novo modelo de desenvolvimento, que integre respeito aos direitos humanos e à natureza”, disse Luciana Genro. Também nesta quarta-feira, a candidata do PSOL visitou o Centro de Reabilitação de Mamíferos da Aquasis Associação de Pesquisa e Preservação de Ecossistemas Aquáticos e ouviu técnicos sobre os impactos do atual modelo de desenvolvimento na fauna marinha.

Pela manhã, ela visitou a aldeia indígena Anacé, em Pecém, cerca de 60 quilômetros de Fortaleza. O local tem recebido projetos do Complexo Industrial e Portuário de Pecém. Luciana Genro disse que seu partido apoia a luta indígena e criticou a paralisação das demarcações de terra no governo atual.

Tags: Eleições, Eleições 2014, Luciana Genro, meio ambiente, psol,
Rede Social

No Facebook, João Lyra publica nota parabenizando Abelardo da Hora

Publicado em 31/07/2014 às 7:57 por em Notícias
Abelardo by Dayvson Nunes

Foto: Dayvson Nunes/JC Imagem

O governador de Pernambuco João Lyra Neto (PSB) publicou na manhã desta quinta-feira (31) uma nota de parabenização ao artista plástico Abelardo da Hora, que completou 90 anos de idade.

Acompanhado por um breve histórico biográfico do autor, o texto de Lyra, postado em sua página oficial no Facebook, destaca o papel e acontribuição de Abelardo na história política e cultural pernambucana, destacando os cargos exercidos por ele.

Confira o post do governador na íntegra: clique aqui.

Abelardo da Hora é escultor, desenhista, gravador e ceramista; nasceu no município de Nazaré da Mata em 1924. Dentre as suas principais criações está a série de esculturas “Mulher Objeto de Repouso”, obras do pernambucano econtram-se espalhadas por diversos pontos de Recife.

Tags: Abelardo da Hora, João Lyra,
suposta propina

Denúncia de compra de apoio pelo PSB segue para Brasília

Publicado em 31/07/2014 às 7:32 por em Eleições, Notícias
Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

Ex-presidente do PROS em Pernambuco, José Augusto Maia denunciou oferta de “vantagem financeira” para apoiar Paulo Câmara, do PSB. Foto: Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados

A Procuradoria-Regional Eleitoral em Pernambuco (PRE-PE) decidiu remeter para a Procuradoria-Geral Eleitoral (PGE), em Brasília, a denúncia de que o deputado federal Eduardo da Fonte (PP) e o presidente nacional do PROS, Eurípedes Junior, teriam tentado comprar o apoio político do deputado federal José Augusto Maia (PROS) para a campanha do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB).

Maia foi destituído da presidência do PROS em Pernambuco no dia 12 de junho por permanecer ao lado da candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB). A investigação foi remetida para Brasília por causa do foro privilegiado a que Eduardo da Fonte tem direito.

A coligação de Armando, “Pernambuco vai Mais Longe”, propôs uma representação à PRE a partir da denúncia de Augusto Maia, feita ao jornal Folha de S. Paulo, de que teria recebido e recusado “vantagem financeira” para votar na chapa socialista. A representação pede investigação quanto à dupla pelos crimes de corrupção eleitoral, abuso de poder político e econômico e compra de votos.

Leia o despacho:

No despacho, o procurador-Regional Eleitoral, João Bosco Araújo Fontes Júnior afirma que não pode ser identificado o abuso de poder político e de autoridade porque a denúncia trata de vantagem financeira. Ele também diz que o mandato não foi contaminado pelas ilegalidades citadas.

O procurador também rejeita a tese de compra de votos porque o que houve foi a “tentativa de compra de apoio político”. Ele também diz que a compra de voto ocorre quando a promessa de benefício financeiro é realizada ao eleitor.

Por fim, João Bosco afirma ainda que o abuso de poder econômico não se concretiza porque não houve recebimento da oferta financeira.

Tanto Eduardo da Fonte, quanto Eurípedes Junior e Paulo Câmara negaram ter oferecido qualquer vantagem pelo apoio político de Augusto Maia e chegaram a considerar processá-lo. O PSB também briga na Justiça para ter o direito de resposta publicado na Folha de S. Paulo.

Tags: Armando Monteiro, Eduardo da Fonte, Eleições, Eleições 2014, José Augusto Maia, justiça, Justiça Eleitoral, Paulo Câmara, PGE, pp, PRE, PROS, psb, PTB,
"cabeça aberta"

Julio Lóssio reassume em Petrolina após antecipar alta

Publicado em 31/07/2014 às 7:20 por em Eleições, Notícias
Foto: Gilson Pereira/Prefeitura de Petrolina

Foto: Gilson Pereira/Prefeitura de Petrolina

O prefeito de Petrolina Julio Lóssio (PMDB) retomou a chefia do executivo municipal nessa quarta-feira (30), um mês antes do previsto, depois de ter sido internado em São Paulo após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC). A posse, que foi acompanhada pelo deputado federal Paulo Rubem (PDT), candidato a vice na chapa do senador Armando Monteiro Neto (PTB) na disputa pelo Governo do Estado, foi antecipada a pedido do peemedebista.

“Conversei com a equipe médica e expliquei que junto do meu povo,  na minha casa, e na minha cidade ficaria melhor e tive alta. E estou aqui para reassumir o cargo para poder continuar trabalhando na nossa Petrolina”, disse o prefeito. Bem humorado, ele ainda se disse “cabeça aberta”, após a cirurgia craniana de 11h realizada na capital paulista.

Com o retorno de Lóssio, deixa o cargo o presidente da Câmara Municipal, o vereador Osório Siqueira (PSB), que faz oposição ao prefeito. Osório tomou posse depois que o vice, Guilherme Coelho (PSDB) decidiu que não assumiria a prefeitura para não perder o direito de disputar a eleição para deputado federal. No cargo, o presidente da Câmara chegou a ter rusgas com o secretariado.

A volta de Lóssio também deve reforçar o palanque de Armando em Petrolina. No período em que o peemedebista esteve fora, Guilherme Coelho se reaproximou do ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB); candidato ao Senado na chapa do ex-secretário da Fazenda Paulo Câmara (PSB).

Tags: Armando Monteiro, Eleições, Eleições 2014, fbc, Guilherme Coelho, Interior, Julio Lóssio, Paulo Rubem, PDT, Petrolina, PMDB, psb, PSDB, PTB,
R$ 3,8 milhões

Em Pernambuco, pelo menos 16 candidatos a deputado federal guardam dinheiro em espécie

Publicado em 30/07/2014 às 23:50 por em Eleições, Notícias

O candidato a deputado federal Marinaldo Rosendo (PSB) não é o único a guardar o dinheiro à “moda antiga”. Numa consulta ao site do TRE é possível encontrar soma semelhante à declarada pelo ex-prefeito de Timbaúba, na Mata Norte. Dezesseis dos 172 postulantes a deputado federal declararam no registro da candidatura na Justiça Eleitoral ter “moeda em espécie”. O total atinge R$ 3,8 milhões, mesma quantia declarada por Marinaldo.

>> Candidato pernambucano guarda quase R$ 4 milhões “embaixo do colchão”

O candidato ao governo do Estado Armando Monteiro Neto (PTB), por exemplo, afirmou ter R$ 250 mil em “dinheiro em poder do declarante”. Já o vice da Frente Popular, deputado federal Raul Henry, guarda R$ 50 mil.

Outros três candidatos – Adalberto Cavalcanti (PTB), Ricardo Teobaldo (PTB) e Roberto Teixeira (PP) – registraram na declaração ter mais de meio milhão de reais declarados em espécie. O deputado federal Wolney Queiroz (PDT) , de Caruaru, declarou manter a quantia de R$ 400 mil em casa.

Tags: bens, declaração, dinheiro em espécie, Pernambuco, tre,
bolada

Candidato pernambucano guarda quase R$ 4 milhões “embaixo do colchão”

Publicado em 30/07/2014 às 23:33 por em Eleições, Notícias
Marinaldo em comício na Mata Norte de Pernambuco. Foto: Henrique Paparazzo

Marinaldo em comício na Mata Norte de Pernambuco. Foto: Henrique Paparazzo

Assim como a presidente Dilma Rousseff (PT) afirma guardar em casa 152 mil reais  em espécie, o ex-prefeito de Timbaúba, na Mata Norte, e atual candidato a deputado federal Marinaldo Rosendo (PSB) declarou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) manter em casa a elevada quantia de 3,8 milhões de reais.

Apesar do hábito ter caído em desuso, face às alternativas para salvaguardar as “economias”, muitos políticos ainda recorrem à alternativa para acumular os bens. De fato, a cifra do deputado socialista, que disputa mandato na Câmara dos Deputados, salta aos olhos por causa dos zeros à direita.

>> Em Pernambuco, pelo menos 16 candidatos a deputado federal guardam dinheiro em espécie

Procurado pela reportagem para saber os motivos que o levaram a adotar tal hábito, o candidato informou – via assessoria – que não poderia atender a solicitação. “Marinaldo Rosendo está numa agenda corrida neste momento e a entrevista não será possível. O candidato não fará considerações sobre o assunto”, informou a nota.

No início do ano, o ex-prefeito de Timbaúba licenciou-se do cargo para disputar uma vaga na Câmara dos Deputados. Ele é cotado como uma das promessas para sentar em uma das 24 cadeiras em Brasília.

Antes de se eleger prefeito da cidade, Marinaldo Rosendo era um “homem de negócios” e tinha participação em quase todas as empresas da cidade da Mata Norte. Ele estava à frente da distribuidora da Schincariol no Estado. Em 2008 e 2012, na declaração de bens para disputar uma vaga na prefeitura, o socialista foi o candidato a prefeito a declarar as maiores quantias.

Iniciado na vida política pelas mãos do ex-governador Eduardo Campos (PSB), que disputa uma vaga para presidente da República, Marivaldo receberá o padrinho político no próximo domingo (3).

Eduardo irá a Timbaúba participar de um comício. O encontro terá participação da chapa majoritária da Frente Popular de Pernambuco – Paulo Câmara, Raul Henry e Fernando Bezerra Coelho – e do presidente da Assembleia Legislativa de Pernambuco, deputado Guilherme Uchoa, candidato à reeleição.

De Timbaúba, o ex-governador e a comitiva da chapa majoritária em Pernambuco seguem para Caruaru, no Agreste do Estado.

Tags: bolada, economias, Justiça Eleitoral, Marinaldo Rosendo, psb, timbaúba, tre,
eleições 2014

Pesquisa Ibope: Armando sai na frente com 43%, Paulo Câmara chega aos 11% e Zé Gomes atinge 2%

Publicado em 30/07/2014 às 22:15 por em Eleições, Notícias
Montagem do Blog

Montagem do Blog com Armando Monteiro, Paulo Câmara e Zé Gomes

Depois de quase um mês do lançamento oficial das candidaturas, o candidato Armando Monteiro Neto (PTB) desponta com boa vantagem diante do seu principal adversário na disputa pelo governo do Estado na primeira pesquisa Ibope, divulgada nesta quarta-feira (30). O petebista alcançou 43% das intenções de voto, enquanto Paulo Câmara (PSB), apoiado pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB), registrou 11%. Zé Gomes, o candidato do PSOL, atingiu 2%.

Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB) e Pantaleão (PCO) aparecem empatados com 1%. O percentual de brancos e nulos atingiu 19%, enquanto os indecisos chegaram a 22%. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos.

SENADO -  A chapa “Pernambuco Vai Mais Longe” também apareceu melhor colocada quando a disputa é pela vaga do Senado. O deputado federal João Paulo (PT) registrou 37% das intenções de voto na disputa. O ex-ministro Fernando Bezerra Coelho (PSB) tem 16%. A candidata Simone Fontana (PSTU) tem 3%, enquanto Albanise Pires (PSOL) pontuou com 1%. Brancos e Nulos somaram 17% e 25% dos entrevistados não souberam ou não quiseram responder.

Ao todo, a pesquisa Ibope/TV Globo ouviu 1.204 pessoas, entre os dias 26 e 28 de julho, em 57 municípios de todas as regiões de Pernambuco. A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O estudo foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral sob o número PE-00012/2014.

teoria e prática

Armando Monteiro Neto diz que, se socialistas estão falando de sua vida privada, é porque já abonaram sua vida pública

Publicado em 30/07/2014 às 19:00 por em Notícias
unnamed

Chamado de mau patrão pelo concorrente Paulo Câmara, do PSB, o candidato ao governo do Estado pelo PTB Armando Monteiro Neto aproveitou o jantar-debate do Lide-Pernambuco, nesta semana, para desenvolver a tese de que os socialistas estão abonando sua vida pública com as críticas a atividade particular, empresarial.

“No meu caso, como falam da vida privada, significa que já abonaram a minha vida pública”, declarou.

“Com 60 anos, com a estrada que tenho, estou pronto para este debate. É um equívoco de quem vem da burocracia pensar que a atividade empresarial é fácil”, afirmou, em referência a Paulo Câmara, ex-secretário da Fazenda de Eduardo Campos antes de assumir a postulação ao governo do Estado.

“Como ninguém é bom ou ruim de repente, esse discurso (contra ele) não vai colar, não vai ser fácil, agora na véspera da eleição, pelo mesmo grupo ao qual eu me vinculava (Frente Popular e o PSB de quem recebeu apoio ao Senado)”

Além de ter dito que sonhava com a possibilidade de servir ao Executivo, depois da experiência no Legislativo, Armando Monteiro Neto apelou para o lado emocional dos empresários e disse que estava maduro parta servir a Pernambuco no Executivo.

“A atividade empresarial é uma atividade de risco. O nosso grupo ganhou e perdeu, superou revezes, teve um grande período de prosperidade, sempre com o compromisso de empreender, de abrir novas frentes. Meu avô trabalhou até os 90 anos. Meu pai tem 89 anos e trabalha. São conquistas e perdas, sucessos e fracassos, que são próprios da vida empresarial”, declarou, em dado momento. “Tudo isto (inclusive as vicissitudes da vida privada) me enriqueceram, aprendi com estas coisas”, concluiu.

As explicações sobre problemas na atividade empresarial podem funcionar como uma espécie de vacina preventiva contra eventuais desconstruções pelo lado socialista, no guia eleitoral.

Armando Monteiro Neto prometeu que ninguém o verá desconstruindo o governo Eduardo e cobrou participação no sucesso. “Eu apresentei a Eduardo Campos as ferramentas de gestão. Ele assimilou bem e valorizou. É mérito dele”.

Armando Monteiro Neto acabou recebendo aplausos quando disse que o Pernambucano está mais exigente em relação ao futuro. “Se já teve mais (referência a Eduardo Campos) não vamos nos contentar com menos (referência a Paulo Câmara).

Na única crítica pública que fez ao socialista, o petebista acusou Eduardo Campos de dissolver a Frente Popular quando lançou-se candidato a presidente. “Mas ele era da base, participava do governo, como de repente o governo Dilma passa a ser responsável por tudo de mal”.

Tags: Armando Monteiro, Eduardo Campos, Eleições 2014, Paulo Câmara, Pernambuco, psb, PTB,
mudança de rumo

Paulo Câmara anuncia Secretário de Administração do Estado como novo coordenador da campanha

Publicado em 30/07/2014 às 18:42 por em Notícias

O candidato da Frente Popular ao Governo do Estado, Paulo Câmara (PSB), anunciou, nesta quarta-feira (30), o advogado José Francisco Cavalcanti Neto como o novo coordenador geral de sua campanha. Atualmente à frente da Secretaria de Administração do Estado, o auxiliar do governador João Lyra Neto (PSB) se afastará da gestão para se dedicar à missão de comandar a campanha.

José Francisco Neto substitui Renato Thièbaut, que agora trabalha na campanha do ex-governador Eduardo Campos (PSB) para presidente.

“José Neto vai ter o desafio de conduzir a campanha até o final das eleições. Uma campanha que já está estruturada e bem planejada. Renato Thièbaut fez um trabalho muito competente e José Neto vai cumprir essa nova etapa. São os últimos 60 dias. O período no qual a gente vai mostrar à população as nossas ideias e nossas propostas”, disse o candidato.

Paulo Câmara e José Neto colecionam parcerias na administração pública. Eles atuaram juntos, como servidores de carreira, no Tribunal de Contas do Estado (TCE) e replicaram a experiência em diferentes pastas da gestão estadual.

“Tem uma relação comigo de muito tempo. Somos auditores do TCE desde 1995. Ele desempenhou as funções de secretário executivo de Administração no Governo Eduardo Campos/João Lyra. Foi secretário executivo da Fazenda comigo durante três anos e três meses. Tem experiência no setor público, conhece da política, tem militância”, explicou Paulo Câmara.

O candidato lembra que José Neto possui a política no DNA.

“Logo ele trará uma grande contribuição para a nossa campanha. Uma contribuição que vai honrar o trabalho iniciado por Renato e que vai nos ajudar a conquistar uma grande vitória”, afirmou.

José Neto é formado em Direito pela Faculdade de Direito do Recife. É auditor do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), onde exerceu as funções de assessor técnico da Controladoria de Controle Externo e de diretor departamental, entre outros. Atuou, também, como assessor especial do Governo do Estado e como assessor do Tribunal Regional Federal da 5ª Região.

No Governo Eduardo Campos, exerceu o cargo de secretário executivo de Pessoal e de Relações Institucionais da Secretaria de Administração, no período de janeiro de 2007 a março de 2010, quando assumiu a titularidade da pasta exercida até dezembro de 2010. Foi Presidente do Conselho de Administração da Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco – FUNAPE. Ocupou, de janeiro de 2011 a março de 2014, o cargo de secretário executivo de Coordenação Institucional da Secretaria da Fazenda e, com a posse do governador João Lyra Neto, passou a comandar a Secretaria de Administração.

Justiça

Cargos comissionados na Alepe na mira do STF

Publicado em 30/07/2014 às 18:24 por em Eleições, Notícias
ADI será julgada pelo STF. Foto: bando de imagens do STF

ADI será julgada pelo STF. Foto: bando de imagens do STF

No próximo dia 1º, o Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) nº 4.968, que trata do número elevado de cargos comissionados na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe). Na tarde desta quinta-feira (21), o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Pedro Henrique Reynaldo Alves, reunirá a imprensa para explicar o encaminhamento da ação.

Segundo a OAB, desde o dia 03 de julho, a ação está concluída. A relatora é a ministra Rosa Weber. O ajuizamento foi feito em junho do ano passado e tem por objetivo contestar leis e normas que regulamentam o número de cargos comissionados.

No caso da Alepe, o número de comissionados é cerca de dez vezes superior ao número de cargos efetivos. A OAB-PE passou a contar com o apoio do Ministério Público Federal em sua pretensão, através do Procurador Geral da República.

De acordo com o presidente da OAB-PE, Pedro Henrique Reynaldo Alves, o cargo comissionado, de livre nomeação, é uma exceção à regra constitucional do concurso público. Por isso, deve ser tratado desta maneira, não podendo ser distorcido como ao longo dos anos os órgãos do legislativo vêm fazendo, para que seus quantitativos excedam o do próprio quadro de servidores efetivos da casa.

Segundo o STF, uma ADI tem por objetivo declarar que uma lei ou parte dela é inconstitucional, ou seja, contraria a Constituição Federal.

Tags: ADI, Alepe, cargos comissionados, OAB-PE, STF,
Página 1 de 9.22612345...102030...Última »