eleições 2014

Vice de Armando diz que Paulo Câmara precisa explicar relações com empresa envolvida na compra do avião de Eduardo

Publicado em 29/08/2014 às 21:22 por em Notícias
unnamedw

De forma indireta, pela primeira vez em público, a campanha do petebista Armando Monteiro Neto começou a tentar jogar no colo do adversário, Paulo Câmara, os questionamentos que estão sendo feitos em torno da propriedade do avião que matou o ex-governador e presidenciável Eduardo Campos, há duas semanas.

O papel foi entregue ao deputado federal Paulo Rubem Santiago (PDT), de modo a poupar o candidato petebista.

Nesta sexta-feira, Paulo Rubem cobrou explicações sobre a empresa Bandeirantes Renovação de Pneus, que recebeu incentivos fiscais durante a gestão de Paulo Câmara na Secretaria estadual da Fazenda.

“A Bandeirantes está envolvida numa operação nebulosa de pagamento do avião utilizado pela campanha presidencial do PSB e que vitimou o ex-governador Eduardo Campos. É preciso esclarecer à sociedade que relações foram estabelecidas entre Paulo Câmara, então Secretário, e a empresa, na condição de pré-candidato e depois candidato a governador de Pernambuco”, disse Santiago.

O deputado faz indagações sobre o porquê de o ex-secretário ter concedido incentivos fiscais, nunca dados antes nas condições asseguradas por ele, a uma empresa cujos sócios haviam sido denunciados pelo Ministério Público Federal (MPF) por crimes financeiros e de sonegação fiscal, que ensejariam 55 anos de reclusão.

“Na época em que Paulo Câmara beneficiou a Bandeirantes, seu dirigente já era réu, acusada pelo MPF de ter sonegado cerca de R$ 100 milhões”.

“Como é que o ex-secretário da Fazenda aceita conceder incentivos a uma empresa nessas condições, dois anos depois de ter sido denunciada? E três anos após receber o benefício, esta mesma empresa se envolve agora na operação de compra do avião”.

“É preciso saber também se Paulo Câmara, como pré-candidato ou candidato, viajou nos aviões da empresa, um LearJet, até maio, e o Cesnna, de propriedade do sr. Apolo Santana Vieira”, questionou Paulo Rubem.

No plano nacional, depois da queda vertiginosa de Dilma e crescimento de Marina, os petistas, pelas redes sociais, adotaram o mesmo caminho, conforme mostrou mais cedo o Blog.

unnamed

eleições 2014

No Recife, Gilberto Carvalho diz que Marina copia programa dos tucanos

Publicado em 29/08/2014 às 20:59 por em Notícias
1504105_951157974909765_2494667706314421536_n

Com informações de Marcela Balbino, repórter do Blog

Na mesma noite em que o Jornal Nacional divulgou, agora há pouco, nova pesquisa Datafolha apontando um crescimento vertiginoso de Marina Silva, em empate técnico com Dilma, o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República do Brasil Gilberto Carvalho, aproveitou um evento do PT local para criticar a adversária socialista. O evento acontece no Teatro Boa Vista.

Na abertura dos trabalhos, Gilberto Carvalho disse que Marina copiava o programa dos tucanos. O programa de Marina foi lançado nesta sexta-feira. Gilberto Carvalho chega hoje ao Recife para participar de plenária com integrantes de movimentos sociais do Estado.

Além do ministro, estão presentes ao ato o líder do PT Senado, Humberto Costa, e representantes de entidades como a CUT e Fetape.

Segundo o senador, coordenador da campanha da petista no Estado, a vinda do ministro segue uma estratégia da campanha de reforçar a presença candidatura de Dilma em Pernambuco.

“Essa é uma agenda importante. Nós sabemos que o PT tem uma história de diálogo e debate com a sociedade. Essa ação é um exemplo disso. Queremos continuar ampliando este espaço no próximo governo”, afirmou o parlamentar.

“A nossa expectativa é que acontecem outras plenárias como esta com a presença de membros do governo para que a gente possa apresentar o que fizemos e o que ainda vamos fazer”, afirmou Humberto.

Antes do evento com o PT, o ministro Gilberto Carvalho participou de seminário sobre gestão pública no Cabo de Santo Agostinho. O objetivo de evento seria qualificar melhor os funcionários públicos. O evento ocorre no Centro Administrativo Municipal (CAM), com o nome projeto FORGEP – Formação de Gestores Públicos.

O evento foi realizado em parceria com a FLACSO (Faculdade Latina-Americana de Ciências Sociais) e a Petrobras e vai beneficiar municípios de cinco estados. O prefeito do Cabo, Vado da Farmácia, recepciona Gilberto Carvalho, assim como representantes de municípios do entorno de Suape. O projeto atende a 23 prefeituras em cinco estados (BA, ES, MG, RS e PE).

Em Pernambuco, pretende atender os municípios que fazem parte do território estratégico de Suape, entre outubro de 2014 e junho de 2015. A oficina visa fortalecer as politicas públicas do município, por meio da formação de gestores municipais, além de incentivar o desenvolvimento de instrumentos para aperfeiçoamento das ações adotadas nas gestões.

Segundo o assessor especial do Gabinete do Prefeito do Cabo, Wellington Mendes Steves, o seminário era uma oportunidade para os servidores que desejam seguir carreira na gestão pública.

eleições 2014

Datafolha diz que Marina empata com Dilma em disputa de primeiro turno e venceria petista por 10 pontos no segundo turno

Publicado em 29/08/2014 às 20:41 por em Notícias

O Jornal Nacional divulgou, agora há pouco, a mais nova pesquisa Datafolha sobre as eleições presidenciais.

Eles mostram um espetacular crescimento da candidata do PSB, Marina Silva, duas semanas após a morte do ex-candidato socialista Eduardo Campos.

Dilma e Marina estão empatadas na simulação de primeiro turno da eleição presidencial. Agora cada uma tem 34% das intenções de voto.

Os números ajudam a entender porque os adversários estão batendo na candidata socialista. Em política, quando começam a cair, normalmente as campanhas tentam desconstruir os adversários.

No teste de segundo turno, Marina seria eleita presidente da República com dez pontos de vantagem em relação à rival: 50% a 40%.

Quem mais perdeu com a subida de Marina foi o tucano Aécio Neves. O candidato do PSDB, Aécio Neves, caiu de 20% para 15% na simulação de primeiro turno. Num confronto final contra Dilma, ele perderia por 48% a 40%. No intervalo de duas semanas entre os dois levantamentos, Marina cresceu 13 pontos no teste de primeiro turno. Dilma oscilou 2 para baixo.

A pesquisa foi finalizada nesta sexta (29)

O instituto ouviu 2.874 eleitores em 178 municípios nesta sexta e na quinta (28). A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

eleições 2014

Reféns, novamente, da picuinha sindical dos rodoviários?

Publicado em 29/08/2014 às 19:31 por em Notícias
RB250814038

Aldo Lima e companheiros durante discussão em frente à Empresa Metropolitana. Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Da excelente repórter Roberta Soares, no JC Online

Como se não bastasse a certeza de pelo menos uma greve por ano, parece que os passageiros do transporte coletivo público da Região Metropolitana do Recife viraram reféns, também, de mais uma briga sindical. Depois de unirem força, há dois anos, para derrubar o presidente quase vitalício do Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco, Patrício Magalhães – à frente da entidade por mais de 30 anos – as novas lideranças da categoria agora começam a brigar entre si, disputar poder e jogar politicamente com a força dos motoristas, cobradores e fiscais, repetindo atitudes pequenas que diziam repudiar. O comando de fato e o comando de direito do Sindicato dos Rodoviários não está mais se entendendo, antes mesmo de a nova direção ser empossada – o que só acontecerá em dezembro.

De um lado, o presidente oficial do sindicato, Benílson Custódio, escolhido por conveniências para presidir a chapa que disputou com Patrício Magalhães e que, de fato, foi eleito pela categoria. Do outro, Aldo Lima, um rodoviário que pouco tempo atuou na profissão e que teve a candidatura impugnada, sendo obrigado a colocar Benílson Custódio à frente da chapa para não perder a disputa. Mas, justiça seja feita, foi Aldo Lima e sua turma do CSP/Conlutas (grupo extremamente politizado, ligado ao PSTU, acostumado a coordenar movimentos e manifestações populares) quem recuperou a autoestima e a força dos rodoviários que operam na Região Metropolitana do Recife. Aldo Lima pensava que, mesmo sem ter sido o presidente eleito, iria presidir a categoria. Mas na hora “H”, Benílson Custódio e seus aliados mostraram que não, que seriam eles os líderes não só de fato, mas também de direito. Para complicar, Aldo Lima se lançou candidato a deputado estadual pelo PSTU, atitude criticada por muitos rodoviários, principalmente em tempos de pouca crença na política.

O resultado dessa picuinha sindical está aí: depois de uma greve vitoriosa como estratégia sindical, embora fraca na ausência de ônibus nas ruas, os passageiros da RMR convivem com essas manifestações relâmpago que os rodoviários decidiram fazer desde a semana passada, quando o Tribunal Superior do Trabalho (TST) derrubou o aumento de 10% nos salários e de 75% no tíquete-alimentação da categoria. Os rodoviários estão tão instigados com a nova realidade que, mesmo depois de o TST rever a decisão e manter os 10% de reajuste salarial decidiram que vão fazer manifestações como e quando quiserem. De um lado, uma parte das lideranças alerta para o risco da atitude, não só social e política, mas judicialmente. Enquanto que, do outro lado, outro grupo incentiva os protestos. A situação está tão fora do controle que deu margem aos empresários entrarem, agora, com o pedido de ilegalidade das manifestações para conseguir, na prática, o aval judicial para substituição formal dos trabalhadores. E fizeram o governo do Estado – gestor do sistema de transporte – , na pessoa do secretário das Cidades, Evandro Avelar, finalmente se colocar diante do problema, atuando como deveria: mediando e articulando, ao menos, o bom senso.

2R280814004

Mas, e no caso de a Justiça entender que as manifestações saíram do controle, quem perderá com isso? Aldo Lima, Benílson Custódio ou o motorista e cobrador, pais de família que querem apenas um aumento salarial, ao qual todo trabalhador tem direito por lei? Como se diz: ser bom no bom é fácil, difícil é ser bom no ruim. Enquanto a categoria estava ganhando, no lucro, todos eram amigos. Quando os problemas começaram – como foi o caso da derrota no TST, especialmente no reajuste do tíquete-alimentação, que não foi revisto – as brigas também tiveram início. Ainda na greve oficial realizada pela categoria, no fim de julho, o presidente eleito já deu sinais de que discordava de alguns movimentos feitos por Aldo Lima. Na segunda-feira (26/8), dia do segundo dos três movimentos de paralisação realizados depois da decisão do TST, Aldo Lima foi rejeitado e expulso pela própria categoria em frente à garagem da Empresa Metropolitana, no Jardim Uchôa. Foi acusado de querer tirar proveito político da causa dos trabalhadores. Nesta quinta-feira (28/8), os dois líderes e seus respectivos aliados realizaram votações separadas para decidir a terceira manifestação e, por pouco, não houve problema.

Aldo Lima, mesmo sem ter uma representação oficial da categoria – e sendo candidato a deputado estadual – queria votar uma nova paralisação na segunda-feira, o que não era considerado pelo presidente oficial eleito. A dissidência ficou clara e o impacto dela será sentido, em breve, pelos motoristas, cobradores e fiscais. Quem conhece o setor, já acompanhou algumas das greves e manifestações da categoria, volta no tempo ao ver essa nova briga: época em que acusavam Patrício Magalhães de fazer jogada política com o sindicato e de não defender mais os direitos dos rodoviários. Será que, em menos tempo do que se esperava, viveremos a mesma situação? Esperemos os fatos e deixemos a dúvida no ar…

e tome pique!

A pouco mais de um mês da eleição, Armando intensifica agenda e visita 12 cidades em uma semana

Publicado em 29/08/2014 às 18:35 por em Eleições, Notícias
Armando Monteiro com agenda intensa no fim de semana. Foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação

Armando Monteiro com agenda intensa no fim de semana. Foto: Alexandre Albuquerque/Divulgação

A 37 dias das eleições, o candidato ao governo do Estado pela coligação Pernambuco Vai Mais Longe Armando Monteiro Neto (PTB)  dará um ritmo mais intenso às campanhas de rua. Neste fim de semana, a Coligação Pernambuco Vai Mais Longe promove atos em cidades como Ipojuca (com caminhada e comício a serem realizados nesta sexta à noite), Camaragibe, São Lourenço da Mata, Recife e Moreno, além de Pombos (Zona da Mata), São Joaquim do Monte e Santa Cruz do Capibaribe (Agreste).

“Vamos ampliar a nossa visibilidade na Região Metropolitana. Com caminhadas, carreatas e comícios, além de ações da militância. Teremos esta intensificação”, destacou Armando.

Armando também lembrou que a estratégia não vai atrapalhar o andamento da campanha no interior, pois estão previstos vários atos políticos para cidades como Caruaru, Goiana, Serra Talhada e vários outros municípios de todas as regiões do Estado. Nesta quinta-feira (04), por exemplo, a chapa completa estará ao lado do ex-presidente Lula em Petrolina.

O candidato a vice, Paulo Rubem (PDT), lembrou que a “ocupação” da Região Metropolitana deve se dar na base do convencimento das propostas de Armando e João Paulo. “Temos que vencer esta eleição pelo argumento”, disse o deputado federal.

“A periferia da RMR não é aquela que aparece no guia eleitoral dos adversários”, criticou Paulo Rubem, lembrando que a chapa tem constatado muitos problemas de saneamento básico, recolhimento de lixo e ordenamento urbano durante as caminhadas nos bairros da RMR.

AGENDA – A programação do sábado (30) começa logo cedo. Às 7h30, Armando, Paulo Rubem e João Paulo realizam uma panfletagem na estação de metrô do Barro, no Recife. Em seguida, a chapa majoritária faz uma grande caminhada pelo Centro de Camaragibe, às 9h. A concentração será em frente à Câmara Municipal de Vereadores.

Ainda no sábado, Armando, Paulo Rubem e João Paulo fazem uma visita à feira livre e ao mercado público de São Lourenço da Mata, às 11h. A chapa majoritária conclui o dia com caminhadas, às 19h, nas comunidades de Beirinha e Vila Tamandaré, no bairro de Areias, no Recife. A concentração será em frente ao Hospital Pan de Areais, na Avenida Recife.

No domingo (31), Armando, Paulo Rubem e João Paulo prestigiam a feira livre do distrito de Bonança, no município de Moreno, na Região Metropolitana, e de lá seguem em caminhada. A próxima atividade será uma grande carreata no município de Pombos, na Zona da Mata, às 10h30.

Outro momento importante da agenda do domingo é a participação na tradicional romaria de Frei Damião no município de São Joaquim do Monte, no Centro. O ato ocorrerá às 15h30. E fechando a programação, Armando, Paulo Rubem e João Paulo promovem um grande comício em Santa Cruz do Capibaribe, às 19h, na Avenida Cesário Aragão, no largo da rodoviária.

Tags: agenda, Armando Monteiro, Grande Recife,
a partir de outubro

No Recife, Passe Livre começa a sair do papel nesta segunda-feira

Publicado em 29/08/2014 às 18:07 por em Notícias

Os cerca de 14 mil alunos do 6º ao 9º ano da Rede Municipal do Recife já começam a receber o VEM Passe Livre Estudantil a partir desta segunda-feira (1°). Os estudantes terão que se dirigir ao Posto de Atendimento do VEM, na Boa Vista, para levar a documentação, tirar foto e cadastrar as impressões digitais para biometria. Eles deverão comparecer no dia informado pela escola em que estudam, de acordo com o calendário feito pela Secretaria de Educação do Recife. Quem se cadastrar até o dia 20 já sai do posto de atendimento com o cartão, mas só poderá utilizar as 70 passagens mensais no sistema de transporte público coletivo a partir do dia 1º de outubro.

A instrução normativa que regulamenta o Passe Livre Recife, com todos os detalhes sobre o funcionamento, será publicada no Diário Oficial no Município da próxima semana. O benefício foi instituído pela Lei nº 18.043/2014, de autoria do executivo municipal, e sancionada pelo prefeito Geraldo Julio no último dia 23 de julho.

Os alunos precisam levar CPF, certidão de nascimento ou documento de identificação com foto (carteira de identidade ou carteira de estudante) e comprovante de residência (este último pode ser em nome do pai ou responsável). O Posto de Atendimento do VEM fica na Rua da Soledade, n° 259, bairro da Boa Vista. O horário de funcionamento é das 8h30 às 17h30, de segunda a sexta-feira. Quem tiver dúvidas deve procurar a diretoria da escola em que estuda.

Os primeiros a fazer o cadastro são 814 estudantes de seis escolas da Regional 4 (Zona Oeste do Recife). O Posto de Atendimento do VEM contará com três atendentes só para os estudantes da Rede Municipal. Além disso, o local estará aberto nos sábados 6, 13 e 20 somente para cadastro do Passe Livre Recife. Quem perder o dia de cadastramento só poderá fazer o VEM Passe Livre após o dia 20, sem o atendimento exclusivo, e só terá direito ao benefício em novembro.

Os estudantes das 36 escolas de 6° ao 9° ano da PCR terão direito a 70 viagens mensais no valor de meia passagem da tarifa do Anel A (R$ 1,07). O sistema limitará o uso a 70 vezes por mês, não podendo ser utilizado mais de quatro vezes por dia. Os créditos entram automaticamente no cartão, no início de cada mês, e expiram em 180 dias, como ocorre com todo VEM. Os alunos poderão usufruir do Passe Livre Recife em todos os dias da semana, inclusive sábados, domingos, feriados e até mesmo durante as férias escolares.

Se ao final do mês o beneficiário só tiver usado 40 passagens, por exemplo, a Prefeitura só depositará o crédito referente às 30 viagens restantes, para que o estudante tenha direito a usar 70 passagens no mês seguinte. Periodicamente, o Grande Recife Consórcio de Transporte enviará relatórios para a Secretaria de Educação do Recife com essas informações.

O secretário de Educação do Recife, Jorge Vieira, ressalta a importância desse investimento para a redução da evasão escolar e para a economia das famílias de baixa renda, além de garantir o transporte para que os alunos tenham acesso a atividades de lazer. “Os cerca de R$ 1 milhão que vamos investir por mês representam uma economia mensal de R$ 74,90 para cada família. No fim do ano, os pais vão ter economizado mais de um salário mínimo: R$ 898,80. Este é mais um compromisso assumido na campanha que a gestão Geraldo Julio consegue tirar do papel”, afirma o secretário.

O Passe Livre Recife é de uso pessoal e intransferível, sendo proibida a cessão, venda ou qualquer forma de utilização do benefício por terceiros. Se for verificado o uso indevido do cartão, o beneficiário será notificado pela Secretaria de Educação para apresentar defesa no prazo de dez dias. Se a defesa não for apresentada ou for rejeitada, o estudante terá o benefício suspenso por 30 dias. Em caso de reincidência, o direito ao Passe Livre será suspenso por todo o semestre.

Como os alunos do 6º ao 9º ano têm entre 11 e 14 anos e muitos ainda não têm CPF, eles só poderão tirar o VEM depois que fizerem o documento em um dos postos do Expresso Cidadão. Somente no Recife, há unidades em Afogados, Cordeiro, Boa Vista e Pina. Diferente do VEM, para tirar o CPF é preciso ir acompanhado do pai ou responsável, com o documento de identificação dele, além de levar os originais do documento de identificação ou certidão de nascimento do estudante. O CPF fica pronto na hora e é gratuito.

Quem preferir também pode tirar o documento em agências dos Correios, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, onde é cobrada uma taxa de R$ 5,70. Quando estiverem com o CPF em mãos, os alunos devem informar à direção da escola, para que ela informe que dia ele poderá ir ao Posto de Atendimento do VEM.

Eleições 2014

Marina lança programa de governo, critica programa eleitoral de Dilma e diz que não quer se reeleger

Publicado em 29/08/2014 às 17:58 por em Eleições, Notícias
Foto: Reprodução Twitter

Foto: Reprodução Twitter

Na tarde desta sexta-feira (29), a candidata à Presidência Marina Silva (PSB/REDE) lançou oficialmente o seu programa de governo e discursou para a platéia presente no evento. Dentre os temas abordados pela candidata estavam questões de educação, segurança, e desenvolvimento sustentável.

O programa de governo de Marina começou a ser feito ainda em parceria com Eduardo Campos, candidato do PSB que morreu em um trágico acidente de avião no último dia 13 de agosto, sendo substituído por Marina, que era sua vice.

De acordo com os organizadores e coordenadores da campanha, milhares de pessoas oriundas de diversos segmentos da sociedade foram ouvidas para a composição do programa de governo da candidata.

Leia também: “Não celebraremos o sacrifício de Eduardo”, diz Roberto Amaral

Maurício Rands critica o “Minha casa, minha vida”

Coordenadora do programa de Marina diz que “Bolsa Família” e “Mais Médicos” serão mantidos

Os tópicos defendidos por Marina foram, essencialmente, a universalização da educação em tempo integral (uma das principais propostas de Campos), abertura de um debate nacional sobre a situação da questão da segurança pública e a defesa de uma produção energética baseada em meios sustentáveis, renováveis e “limpos”.

No que diz respeito à postura “ambientalista” de Marina, há uma polêmica com relação ao seu vice, Beto Albuquerque (PSB). Logo após o anúncio de Beto como vice na chapa de Marina, foram especuladas incompatibilidades entre Marina e Beto, que é apontado como defensor dos interesses “ruralistas”.

Marina fez questão de defender seu vice, e afirmou que não é contra o agronegócio. “Quem defende que a agricultura pode aumentar sua eficiência através de novos meios não pode ser acusado de ser contra o agronegócio”, afirmou a candidata que completou de forma humorada: “Dizem que ele (Beto Albuquerque) é ruralista. Pois eu vou levá-lo ao PROCON porque ele não tem um palmo de terra”, disse.

A candidata ainda aproveitou para criticar os programas da campanha eleitoral de Dilma Rousseff (PT) no guia de TV. De acordo com Marina, o país apresentado pelo PT nos programas é irreal: “Tenho andado pelo Brasil e não encontro este país colorido onde tudo foi resolvido e onde as pessoas vivem nesse país de faz de conta… fazendo de conta que tudo foi resolvido”, disse a candidata que ainda defendeu o que ela considera bom na gestão petista. “O que é bom vamos manter, o que está errado vamos corrigir e implantaremos novos mecanismos para que o Brasil seja um lugar bom de se viver”, completou.

Marina concluiu o discurso assumindo o compromisso de que, se eleita, não será candidata à reeleição. Como argumento para a alegação, Marina afirmou que numa democracia é necessário que haja alternância de poder.

Tags: beto albuquerque, Dilma Rousseff, Eleições 2014, marina silva, Programa de Governo, psb, Rede, Reeleição,
eleições 2014

Dilma e Aécio querem jogar Marina no ‘mundo real’

Publicado em 29/08/2014 às 17:51 por em Notícias

Na coluna painel, da Folha de São Paulo

As campanhas de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) definiram uma estratégia comum para combater o discurso da “nova política” de Marina Silva (PSB). Os dois passarão a apresentar mais projetos ligados a problemas do dia a dia do eleitor. Os tucanos apostam que a ênfase em promessas para saúde, educação e segurança vai “trazer Marina para o mundo real” e evidenciar fragilidades em sua candidatura.

“Não dá mais para discutir providência divina”, diz um aliado de Aécio.

Como parte da tática do “mundo real”, o candidato do PSDB dedicou boa parte do horário eleitoral de ontem à proposta de criar a Poupança Jovem. Dilma anunciou o programa Mais Especialidades na saúde.

Dilma disse no encontro que Marina deu uma guinada à direita ao propor a autonomia do Banco Central. “Se o Aécio defendesse isso, até o Serra reagiria contra”, provocou.

Eleições 2014

Coordenadora do programa de Marina diz que “Bolsa Família” e “Mais Médicos” serão mantidos

Publicado em 29/08/2014 às 16:52 por em Eleições, Notícias
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Neca Setúbal, uma das coordenadoras da Programa de Governo de Marina Silva (PSB/REDE) pela Rede Sustentabilidade, afirmou na tarde desta sexta-feira (29) que programas que são marcas da gestão do PT à frente do Governo Federal serão mantidos.

Neca falava na cerimônia de lançamento do programa de governo de Marina, que assumiu a “cabeça da chapa” do PSB na disputa presidencial após a trágica morte de Eduardo Campos no último dia 13 de agosto.

Dentre os programas destacados por Neca estão o “Bolsa Família” e “Mais Médicos”.

Sobre o Bolsa Família, Neca reconheceu a sua importância e afirmou que o programa será ampliado em um possível governo do PSB. No entanto frisou que o partido quer ir além, buscando uma emancipação das famílias beneficiárias do projeto. Esta emancipação seria feita através da educação, especialização e empreendedorismo de quem recebe o auxílio do governo.

Outro projeto citado por Neca foi o “Mais Médicos”, fruto da gestão de Dilma. O programa vem recebendo críticas de vários segmentos desde a sua implantação. A coordenadora disse que o programa de governo do PSB pretende dar continuidade a ele.

Entretanto a socióloga disse que ele será aprimorado através de uma aproximação entre as faculdades públicas de medicina e hospitais espalhados pelo Brasil e concluiu afirmando que o Mais Médicos é uma medida de caráter temporário.

Neca Setúbal é socióloga e militante da Rede Sustentabilidade, o partido que Marina Silva tentou fundar, mas não obteve sucesso em 2013. Também é uma das herdeiras do banco Itaú.

Tags: Bolsa Família, Dilma Rousseff, Eduardo Campos, Eleições 2014, marina silva, Minha Casa Minha Vida. Mais Médicos, psb, PT, Rede,
Página 1 de 9.32312345...102030...Última »