memória

João Lyra Neto destaca trabalho de gênio e escultor Abelardo da Hora

Publicado em 23/09/2014 às 16:41 por em Notícias

João Lyra Neto
Governador de Pernambuco

Perdemos mais um filho ilustre e um dos maiores nomes das artes brasileiras. Aos 90 anos, ainda lúcido e ativo, Abelardo da Hora continuava sua extensa obra iniciada desde os anos 1940, quando começou a moldar suas primeiras peças na Escola de Belas Artes do Recife. Sua obra se caracterizou com o compromisso com o povo: uma galeria de arte a céu aberto. Espalhou sua criatividade por ruas avenidas, prédios públicos, bancos, hotéis, hospitais e edifícios residenciais. Um arte feita com amor e paixão que fazem parte do cotidiano dos pernambucanos.

Abelardo da Hora deixa um legado também na militância política em favor dos mais pobres da nossa sociedade, causa que sempre se comprometeu, utilizando seu trabalho como forma de contribuição para a melhoria da sociedade. Um artista politicamente combativo e fortemente defensor do povo.

Com essa visão, na gestão do então prefeito do Recife, Miguel Arraes de Alencar, foi um dos idealizadores do Movimento de Cultura Popular (MCP), Nesta mesma época, fez 22 desenhos sobre a situação de miséria da cidade. Era o álbum “Meninos do Recife”, sobre a fome e a pobreza que esses meninos viviam. Preso pela ditadura mais de 70 vezes, teve os 500 exemplares desse álbum queimados e suas esculturas destruídas pelos militares, uma delas um monumento em homenagem às Ligas Camponesas, erguida no Engenho Galiléia, em Vitória de Santo Antão

Sua trajetória política sempre esteve ao lado da Frente Popular de Pernambuco, não só com Miguel Arraes, mas até os dias atuais, com seu neto, o ex-governador Eduardo Campos. Já neste governo, Abelardo foi convocado para deixar o seu talento nos três hospitais metropolitanos (Miguel Arraes, Dom Helder Câmara e Pelópidas da Silveira) construídos em Pernambuco, no período em que fui secretário de Saúde.

Sua última grande obra, a escultura em bronze polido “O Artilheiro” embeleza a Arena Pernambuco, entregue no dia do aniversário do artista, 31 de julho deste ano, em São Lourenço da Mata, onde Abelardo nasceu.

Decretei luto oficial de três dias no Estado. Pernambuco perdeu um dos seus maiores artistas, mas o povo pernambucano continuará sempre em contato com sua grandiosa obra.

mais saúde

Boa notícia. Hospital Dom Helder vai ganhar mais dois programas de residência hospitalar

Publicado em 23/09/2014 às 16:35 por em Notícias

Boas notícias para os profissionais de Fisioterapia. Sem alarde, o colegiado da Comissão de Residência Multiprofissional do IMIP aprovou, nesta segunda-feira, o programa de residência em Fisioterapia em Terapia Intensiva do Hospital Metropolitano Dom Helder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho.

Também recebeu sinal verde da Secretaria Estadual de Saúde, esta semana, outro programa de residência em Fisio do HDH – o de Reabilitação em Cardiologia.

O processo seletivo de ambos será organizado pela SES até o fim do ano. Os programas de residência hospitalar são fundamentais para o aprimoramento da formação de profissionais de saúde.

artes plásticas

Abelardo da Hora foi preso durante a ditadura mais de 70 vezes

Publicado em 23/09/2014 às 16:18 por em Notícias

Do senador Humberto Costa, em nota enviada ao Blog de Jamildo

Foi com tristeza que recebi a informação do falecimento hoje do artista plástico Abelardo da Hora. Abelardo, além de um artista sem igual, ele era acima de tudo um amigo, um homem que sempre soube transmitir alegria e sabedoria. Foi mestre de toda uma geração de artistas pernambucanos e um dos criadores do Movimento de Cultura Popular, que tinha como objetivo expandir a arte popular e desenvolver um trabalho de educação para jovens e adultos.

Abelardo era um multiartista e um dos maiores nomes da arte do País. As suas pinturas, cerâmicas, poesias e gravuras são a expressão da sua história de luta por um mundo melhor e mais justo. Ainda jovem, ingressou no Partido Comunista e manteve a sua coerência política por toda a vida.

Durante a Ditadura Militar, foi detido por mais de 70 vezes e sua contribuição política e artística pode ser vista em todo o Recife.

É dele Lei que obriga a existência de obras de arte em edificações com mais de 1500 m2 na cidade, o que garantiu a nossa cidade a oportunidade de difundir o trabalho de artistas e ser um centro de exposição de arte. A própria obra de Abelardo faz parte do cotidiano dos recifenses e dizem muito mais do que os nossos olhos a primeira vista veem: elas falam de uma vida de dedicação à arte e a sua defesa de uma sociedade mais igualitária.

memória

Geraldo Julio decreta luto de três dias no Recife pela morte de Abelardo da Hora

Publicado em 23/09/2014 às 16:07 por em Notícias

O prefeito Geraldo Julio decretou luto oficial de três dias no Recife em decorrência do falecimento do artista plástico Abelardo da Hora.

Geraldo Julio lamentou a morte do escultor e destacou a importância de Abelardo da Hora, a quem classificou como mestre, para o cenário cultural.

“Abelardo se dizia um homem de coração recifense. Mas tinha o coração universal dos grandes mestres. Dos que vivem para encantar e fazer pensar. Eternamente inspirado na arte de inspirar, assim nos ensinou tanto. Inclusive a lutar. Abelardo atuou na gestão pública, enfrentou a ditadura, criou o Movimento de Cultura Popular. Por isso sua obra vai muito além da contemplação. É trabalho de raiz guerreira e inteira, tradução de sentimentos e necessidades. Coragem, senso de liberdade e generosidade fizeram de Abelardo um artista do povo, pelo povo, para todos”, ressaltou o prefeito.

Em janeiro deste ano, a Prefeitura do Recife homenageou Abelardo da Hora ao realizar o projeto Olha! Recife – passeio de sensibilização turística que ocorre todo fim de semana – voltado para as obras do escultor.

De ônibus, o público passou pelo ateliê dele, na Boa Vista, e em criações de sua autoria, como “O Sertanejo”, na Praça Euclides da Cunha, no bairro da Benfica; “Vauthier” e “Monumento aos Heróis de 1817”, na Praça da República, no bairro de Santo Antônio; “Enéas Freire e o Galo da Madrugada” e “Monumento à Restauração Pernambucana”, localizados na Praça Sérgio Loreto, no bairro de São José; “Monumento a Zumbi dos Palmares”, na Praça do Carmo, no Centro, entre outros.

artigo

Em que seu Abelardo trabalhava ontem

Publicado em 23/09/2014 às 16:05 por em Notícias
Abelardo da Hora esculpiu várias obras espalhadas pelo Recife. O nu feminino é uma de suas marcas Fotos: Helia Scheppa/JC Imagem

Abelardo da Hora esculpiu várias obras espalhadas pelo Recife. O nu feminino é uma de suas marcas Fotos: Helia Scheppa/JC Imagem

Por Fernando Castilho, colunista do JC, especial para o Blog de Jamildo

Quer saber qual a maior contribuição de Abelardo da Hora para o desenvolvimento das artes plásticas? Basta ver o número de obras de arte que cada prédio do município do Recife com mais de 20 mil m² tem nas suas fachadas ou nos seus jardins.

Para quem é novato, ou não sabe disso, foi “Beleu”, como seus amigos mais próximos o chamavam, quem “inventou” junto com o professor Antônio Baltar, na gestão de Miguel Arraes, na Prefeitura do Recife, a lei que obriga – além de um espaçamento de 10 metros entre um prédio e outro – que seja colocada uma obra de arte de um artista plástico referenciado.

Isso fez da cidade do Recife uma espetacular galeria de arte a céu aberto e que a própria Prefeitura do Recife não sabe do tamanho exato, o consagraria como um artista visionário e muito à frente de seu tempo.

O Diabo é que Abelardo da Hora era um dos mais irrequietos artistas plásticos desde os 20 anos e foi na verdade quem deu a densidade plástica ao Movimento de Cultura Popular. A gente esquece que Abelardo da Hora produziu aos metros quadrados todo tipo de arte para tudo quanto material sólido e foi um dos maiores líderes do movimento de arte urbana do Brasil.

Tem mais: o volume de obras que seu Abelardo da Hora produziu é de tal ordem em metragem e cubagem que poucos artistas brasileiros contemporâneos produziram igual.

Abelardo trabalhava aos 90 anos num ritmo que muita gente com 45 anos não aguenta. E isso ia do concreto ao ferro e vai por ai. Quando a gente anda pelo Recife normalmente esbarra numa obra de Abelardo da Hora. Vai de Shopping Center a Metrô de Parque a painéis em azulejo que quando a gente olha vê a assinatura dele.

Por isso a morte de seu “Beleu” aos 90 anos surpreende. Na cabeça dele tinha coisa desenhada para daqui a pelo menos 10 anos. Quem o conhecia sabia que ele estava sempre desenhado, escrevendo e inventando coisa.

Por isso é que hoje a gente vai dormir pensando o que seu Abelardo (de todas as horas) estava pensando para o ano que vem, e depois e depois e depois…

tentativa de desconstrução

Em defesa de Armando Monteiro, Marília Arraes diz que Geraldo Julio é leviano

Publicado em 23/09/2014 às 15:46 por em Notícias
unnamed

A entrevista do prefeito Geraldo Júlio à rádio Globo, em que buscou jogar a pecha de anti-Eduardo nas costas de Armando Monteiro, continua rendendo polêmica. Depois do prefeito de Garanhuns, Izaías Regis, reclamar do prefeito socialista e criticá-lo, agora foi a vez da vereadora do Recife Marília Arraes (PSB) criticar sua fala, na manhã desta terça-feira (23), contra o candidato do PTB ao governo do Estado, Armando Monteiro.

Marília Arraes se disse “abismada” com o tom das declarações e o fato de o prefeito ir à Rádio Globo ‘desferir ataques’ contra Armando denota a “falta de liderança política em Pernambuco”.

>> Para Marília Arraes, usar família de Eduardo Campos na campanha é a negação da política
>> Petebistas devolvem críticas de Geraldo Julio cobrando gestão no Recife

Na visão de Marília, a informação distorcida de que Armando seria contra o Pacto pela Vida, repassada por Geraldo Julio em entrevista, é o reflexo da “falta de orientação política e liderança” que acomete a Frente Popular de Pernambuco.

“A gente não pode dizer que um prefeito como Geraldo Julio conhece efetivamente o Recife. Para a pessoa ser prefeito do Recife ou governador do Estado, precisa já conhecer a cidade ou o Estado”, disse a vereadora.

Marília aproveitou para reconhecer os avanços do Pacto pela Vida, assim como Armando Monteiro, em sua avaliação.

“A questão não é ser contra o Pacto pela Vida e sim ver que o Pacto precisa melhorar. A população sente que, de um ou dois anos para cá, a insegurança está aumentando”, afirmou a vereadora, lembrando que a ideia de Armando é justamente repactuar o Pacto.

“O Pacto mede os crimes contra a vida, que são os piores, mas a violência doméstica, os crimes sexuais, os crimes contra o patrimônio, tudo isso tem aumentado. Isso é indiscutível. Precisamos sim rever as metas do Pacto e repactuar qual vai ser o nosso foco. Os avanços aconteceram, mas agora estagnou. Precisa ir além. Não quer dizer que achamos ruim e que Armando está combatendo o Pacto. De forma alguma. É preciso entender que estamos numa democracia e que as críticas não são apenas pejorativas, mas sim no sentido de construir”.

A vereadora ainda criticou a forma como o candidato ao governo pela Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), anunciou que vai dobrar o salário dos professores.

“ O candidato do meu partido diz que vai dobrar o salário. A gente viu a crise que Eduardo suportou – e olhe que ele tinha liderança. Claro que houve avanços, mas não podemos tomar como parâmetro o zero.” Observando o orçamento, Armando Monteiro garante proporcionar um aumento real, acima da inflação, de 20% já em 2015.

A vereadora pediu à população que vote com consciência.

“Esta é uma eleição inusitada. Um Estado revolucionário e politizado como Pernambuco não está discutindo política. É preciso refletir”, afirmou.

Leia também: Em programa de rádio, João Paulo chama Geraldo Julio de ridículo

rito de passagem

São Lourenço da Mata decreta luto pela perda de filho ilustre

Publicado em 23/09/2014 às 14:39 por em Notícias

O prefeito de São Lourenço da Mata, Ettore Labanca, decretou luto oficial de três dias em virtude do falecimento do filho ilustre da terra, o artista plástico Abelardo da Hora.

O desenhista, ceramista, gravador e poeta foi homenageado pelo município como tema do último carnaval, quando prestigiou o desfile de agremiações da terça-feira carnavalesca, e recebeu o título de Cidadão Benemérito, pela Câmara de Vereadores.

Na ocasião, o artista ensaiou passos de frevo e acenou para populares, demonstrando vitalidade aos 90 anos.

Sua última obra para o município foi entregue em julho, na data do seu aniversário.

Intitulada de “O Artilheiro”, a escultura é feita em bronze polido, tem cinco metros de altura, e está localizada em frente à Arena Pernambuco, na BR-408.

O Cristo no Alto da Igreja Matriz, no Centro da cidade, também está entre suas obras.

Um projeto já em fase de captação de verbas irá homenagear Abelardo da Hora.

Trata-se do primeiro Centro Cultural do município, que ganhará o nome do artista plástico.

O anúncio da homenagem foi feito pelo próprio prefeito Ettore Labanca, com Abelardo ainda em vida, em outro evento na cidade.

luto na cultura

Presidente do TJPE lamenta falecimento de Abelardo da Hora

Publicado em 23/09/2014 às 14:37 por em Notícias
Frederico Neves e Abelardo da Hora. Foto: Assis Lima/divulgação.

Frederico Neves e Abelardo da Hora. Foto: Assis Lima/divulgação.

O presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, Frederico Neves, lamentou nesta terça-feira (23) o falecimento do escultor, desenhista e ceramista Abelardo da Hora.

“É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento de Abelardo Germano da Hora. Escultor, desenhista, ceramista, gravurista e poeta, pernambucano de grande valor que dedicou a maior parte de seus 90 anos às artes. Sua vasta obra deixa uma marca na história do Estado e uma grande contribuição para a cultura de Pernambuco”.

>> Morre aos 90 anos o escultor pernambucano Abelardo da Hora
>> João Paulo lamenta morte de Abelardo da Hora
>> Morre Abelardo da Hora, o Ariano Suassuna de João Paulo

No dia 13 de agosto deste ano, Abelardo da Hora foi homenageado com a Medalha de Alta Distinção do Judiciário estadual, Grau Cavaleiro, durante a solenidade de comemoração pelos 192 anos do TJPE.

mal-estar

Escolha de novo presidente do PSB antes das eleições pode causar racha

Publicado em 23/09/2014 às 14:16 por em Eleições, Notícias

Foto: Agência Brasil

Foto: Agência Brasil

O anúncio feito pelo presidente do PSB, Roberto Amaral, de realizar a escolha dos novos dirigentes antes do primeiro turno das eleições gerais, causou reações contrárias de setores da legenda e pode levar a um racha na reta final da campanha presidencial, encabeçada pela candidata Marina Silva.

No próximo dia 29, integrantes da cúpula do partido devem se reunir em São Paulo para escolher o novo presidente e membros da Executiva Nacional que comandarão o PSB nos próximos três anos.

A convocação, publicada no Diário Oficial da União ontem, é contestada por dirigentes da legenda em Pernambuco, berço eleitoral do ex-presidente do PSB e candidato à Presidência Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no dia 13 de agosto.

“Agora está todo mundo agarrado na eleição, como a gente vai fazer uma escolha da uma nova Executiva não aguardando a abertura das urnas para poder saber qual é cara do partido? Para saber como o partido ficará com a sua representação no Congresso e nos Estados?”, questionou ao Broadcast Político, serviço da Agência Estado de notícias em tempo real, o vice-presidente nacional do PSB e ex-ministro da Integração, Fernando Bezerra Coelho. Ele afirmou ter sido comunicado da data para a escolha da nova Executiva ontem.

“Não participamos da construção dessa data. Ela foi definida com doutor Roberto, que deve ter ouvido outros companheiros, mas não me ouviu, sou vice-presidente e não sabia”, ressaltou o dirigente. “Tudo recomenda que a escolha dos dirigentes partidários seja feita após a manifestação das urnas. Esse é o meu pensamento, mas vou me reunir com os companheiros aqui de Pernambuco para firmar uma posição”, acrescentou.

Segundo ele, não está descartada a possibilidade de o grupo lançar um nome para disputar o comando da legenda no próximo dia 29. Entre os nomes lembrados está o do prefeito de Recife, Geraldo Júlio. De acordo com o edital de convocação, a inscrição das chapas deverá ocorrer junto à primeira secretaria nacional do PSB até 48h antes do início da reunião do dia 29.

Integrante da Executiva Nacional do PSB e presidente da legenda em São Paulo, Márcio França afirmou que é contra o adiamento e que a data para a escolha da nova Executiva foi acertada antes das eleições. “Esse cronograma foi deixado pelo Eduardo antes de ele falecer e o Roberto Amaral está seguindo o roteiro”. Sobre um possível racha, afirmou: “Se houver votação, tem 125 pessoas aptas a votar e cada um vai se posicionar. Mas vamos brigar até o final para ter unidade. Não pode ser uma coisa feita por decreto de ninguém”.

O dirigente ressaltou ainda que o diretório, que contaria com o maior número de votos internos, apoia a permanência de Amaral no comando de legenda. “Criou-se uma expectativa e é normal que cada um ache que possa ser o melhor. Mas São Paulo tem 32% dos delegados, se fosse para reivindicar algo, São Paulo deveria estar à frente de todo mundo. Mas eu acho que, quando você está brigando por uma unidade, cada um tem que abrir um pouco mão de suas pretensões”.

eleições 2014

Na TV, Armando Monteiro promete colocar médicos em todos os postos de saúde

Publicado em 23/09/2014 às 13:43 por em Eleições, Notícias
Armando concedeu entrevista à TV Tribuna. Foto: divulgação.

Armando concedeu entrevista à TV Tribuna. Foto: divulgação.

O candidato ao governo de Pernambuco Armando Monteiro Neto (PTB) listou uma série de compromissos em entrevista ao Jornal da Tribuna, da TV Tribuna. Um dos temas abordados pelo postulante foi na área de saúde. Na sabatina, ele prometeu mais incentivo à atenção básica.

“Nosso compromisso é garantir que todo posto de saúde tenha médico. Vamos contratar mais de mil profissionais”, disse Armando.

O candidato voltou a defender a instalação de centros de diagnóstico e imagem, da criação de centros de oncologia nas UPAs Especialidades e também de uma rede de cuidados com o coração.

“As emergências cardiológicas estão concentradas na Região Metropolitana. Vamos descentralizar isso”, salientou.

Armando também citou a elevação do nível da educação fundamental, a contratação de mais médicos e policiais e a repactuação do Pacto pela Vida.

Para Armando, apesar do avanço registrado no Ideb no ensino médio, as posições da educação fundamental no ranking ainda são muito ruins. “A educação é o melhor instrumento para o desenvolvimento porque reduz desigualdade e melhora a economia, aumentando a produtividade.”

Para isso, se faz necessário que o governo do Estado apoie os municípios, com a implantação de uma matriz curricular básica, a formação continuada do corpo docente e o aumento de 20% no salário dos professores já em 2015. “É uma proposta responsável e marca o compromisso de um salário digno para quem cuida dos nossos filhos”, afirmou Armando.

Página 1 de 9.39612345...102030...Última »