ideb socialista

Waldemar Borges rebate Daniel Coelho e diz que avanços na educação são evidentes

Publicado em 23/04/2014 às 21:10 por em Notícias

Em defesa da gestão socialista, o deputado estadual Waldemar Borges (PSB), líder do governo na Alepe, rebateu às críticas do deputado Daniel Coelho (PSDB) sobre a qualidade da educação no Estado. Coelho subiu à tribuna, nesta quarta-feira  (23), para questionar os índices “sofríveis” do Ideb em Pernambuco.

Veja a íntegra da defesa:

Em resposta ao pronunciamento do deputado Daniel Coelho sobre a educação em Pernambuco, o líder do Governo, Waldemar Borges, disse na tarde desta quarta-feira (23.04), na tribuna da Assembleia Legislativa, que há no estado uma evolução evidente, reconhecida por todos que fazem a educação no estado e no Brasil. “Não vamos ficar olhando pra trás. Os avanços da educação em Pernambuco são evidentes e podem ser aferidos de várias maneiras, através de números e de vários projetos inovadores e inéditos no Brasil”, enfatizou.

Quanto à preocupação do governador João Lyra sobre a diferença dos índices do Ideb nas escolas na Região Metropolitana e no Interior, está dentro de tudo o que vem sendo feito em Pernambuco nesses últimos 7 anos e  4 meses. “Aqui sempre se adotou uma postura de procurar observar os problemas, estudá-los e enfrentá-los. A gente nunca escamoteou nada. Foi exatamente em uma reunião de monitoramento que se observou a diferença de rendimento entre os alunos das escolas estaduais da Região Metropolitana e os alunos de outros municípios. Isso sempre foi feito. O governo sempre se debruça sobre essas situações para entender melhor suas causas e, dessa forma, enfrentar com eficácia o problema e, assim, continuarmos evoluindo, como vem ocorrendo desde o primeiro dia de governo”, salientou.

“Eu pensei até que essa fase de estabelecer comparações entre João Lyra e Eduardo Campos já tinha passado, pois se viu que era uma tentativa vã e infrutífera de tentar fazer intriga. Não há nada de diferente do que o governador João Lyra fez em relação ao que o governador Eduardo Campos faria. Esse tem sido o lema desde o primeiro dia do governo Eduardo Campos e de João Lyra. Não há nenhuma novidade, a não ser querer estudar o porquê está havendo isso”, concluiu Waldemar Borges.

Tags: Daniel Coelho, gestão, socialista, Waldemar Borges,
hospital da Mulher

Mozart Sales diz que Dilma não vai retaliar Recife de forma alguma

Publicado em 23/04/2014 às 20:41 por em Notícias

Mesmo tendo deixado o governo Federal, o ex-secretário-executivo do Ministério da Saúde Mozart Sales entrou em contato com o Blog de Jamildo, nesta tarde, para contestar questionamento da vereadora Priscila Krause, do Democratas, que fez discurso na Câmara Municipal do Recife apontando possível atraso em obras federais, dificultando a realização de promessas do governo Geraldo Júlio.

“A vereadora quer criar uma situação. Não existe nada disto. Não se deve fazer política com a saúde. É um equivoco da vereadora. O Hospital da Mulher vai sair, os recursos serão repassados. Os problemas são apenas de ordem burocrática, junto a Caixa Econômica Federal, em função da magnitude da obra. Não há perspectiva de retaliação alguma. O que há são etapas a serem vencidas. Os recursos estão assegurados”, disse.

O secretário era o número dois de Padilha, que saiu para ser candidato a governador em São Paulo. Também se destacou na implantação do programa Mais Médicos. Acompanhou o processo do Hospital da Mulher de perto, tendo estado na assinatura do convênio, ao lado de Geraldo Julho e o ex-ministro Padilha.

sem retaliação

Líder governista rebate acusações de vereadora e diz que convênio federais estão em dia

Publicado em 23/04/2014 às 20:25 por em Notícias

A vereadora da oposição Priscila Krause (DEM) questionou, nesta quarta-feira (23), que a gestão do prefeito Geraldo Julio estava tendo problemas para concretizar convênios com o governo federal. Em defesa da gestão socialista, o líder governista na Câmara dos Vereadores, Gilberto Alves, enviou uma nota afirmando que todas as obras estão em dia. No caso do Hospital da Mulher, uma das obras questionadas por Krause, há até um adiantamento do prazo de execução em 45 dias.

Leia mais: Dilma retaliando? Geraldo Julio não consegue tirar do papel convênios com o governo federal

Veja a íntegra da nota:

Em relação aos questionamentos levantados pela vereadora Priscila Krause, é importante salientar que o cronograma de execução de todos os convênios citados não estão comprometidos. Muito pelo contrário, todas as obras estão em dia, correndo em ritmo acelerado. No caso do Hospital da Mulher, há até um adiantamento do prazo de execução em 45 dias.

A gestão municipal faz o acompanhamento minucioso das etapas desses convênios, especialmente através do Gabinete de Representação em Brasília, instituído pelo prefeito Geraldo Julio. Trata-se de um complexo processo de captação que envolve ações tanto da União como da Prefeitura, em seu trâmite, para que esses repasses sejam concretizados. Todas as providências que cabem ao município, são tomadas com o máximo de celeridade para que não haja qualquer prejuízo ao serviço final prestado à população, como não vem havendo. Todos os convênios citados pela vereadora continuam valendo normalmente, sem qualquer irregularidade.

Vale a pena ainda ressaltar a capacidade desta gestão em viabilizar investimentos para o desenvolvimento do Recife. Em 2013 foram aportados R$ 530 milhões nas mais diversas áreas, um valor recorde.

Temos a segurança que nenhuma conjuntura política irá afetar a boa relação institucional que deve ser mantida entre os entes federativos e que Município e União permanecerão trabalhando em conjunto para o bem do Recife.

Vereador Gilberto Alves

Tags: câmara dos vereadores, DEM, gilberto alves, priscila krause, psb,
eleições 2014

Em Cascavel, Eduardo Campos diz que vai fazer turma de Dilma descer a rampa

Publicado em 23/04/2014 às 20:13 por em Notícias
ALV_6018

O pré-candidato do PSB à Presidência da República, Eduardo Campos, aproveitou uma entrevista a uma rádio em Cascavel, no Paraná, para exercitar o seu esporte preferido, nos últimos tempos. Bater em dona Dilma.

Sem citar nomes, nesta quarta-feira (23), o ex-governador prometeu que a turma de Dilma iria “descer a rampa” do Planalto caso ele vença as eleições de outubro.

Não fica claro se estava referindo-se ao escândalo da Petrobras ou ao mensalão.

No Carnaval passado, em visita á cidade de Pesqueira, Eduardo Campos já havia dito que Dilma estava de aviso prévio.

Não é a primeira vez que Eduardo Campos associa o termo nova política e aposentadoria de velhas raposas, numa referência a figuras como José Sarney e Renan Calheiros. No plano local, ele sempre é reclamado por ter em seu palanque figurões como Inocêncio Oliveira e Severino Cavlcanti.

“A gente tem que partir já avisando: quando nós chegarmos lá, vocês saem, viu? Nós vamos subir a rampa no dia 1º de janeiro, e eles descem”, declarou.

“É preciso que apareça coisa nova, como eu e a Marina [SILVA]estamos aparecendo, que diga: ‘nós não vamos governar com aquela turma. Vamos botar aquela turma na oposição’.”

“Eles cercaram o Fernando Henrique e foram para o governo, começaram a mandar cada dia mais. Chegou o Lula, eles demoraram mais um pouco, mas foram pra perto, daqui a pouco estavam dentro. Chegou a Dilma, a gente imaginou que ela ia botar um bocado deles para fora, porque era durona, não era da política, e pelo contrário: agora que eles estão mandando mesmo”, declarou.

justa causa

Prefeito de Abreu e Lima pede desfiliação do PT reclamando de discriminação após apoiar Paulo Câmara

Publicado em 23/04/2014 às 19:20 por em Notícias

Sem alarde, no dia 09 de abril, o prefeito de Abreu e Lima, Marco José da Silva, do PT, pediu desfiliação do partido reclamando de discriminação após apoiar Paulo Câmara para o governo do Estado. O partido fez aliança com o PTB de Armando Monteiro Neto.

No pedido de retirada, feito ao partido, o prefeito diz que teme não receber o aval da sigla para disputar a reeleição e por isto não pode continuar no partido. No documento, ele reclama ainda de incoerência, citando que, para eleger-se, recebeu autorização de fazer alianças com partidos como DEM, PSDB, PPS e PMDB, todos aliados hoje do PSB.

O Blog de Jamildo publica com exclusividade a carta do prefeito de Abreu e Lima Pr. Marcos solicitando desfiliação do Partido dos Trabalhadores.

bom humor

PT e PSOL fazem festa com ironias para Eduardo Campos sobre o tema aborto. “Não conhece a própria mãe”

Publicado em 23/04/2014 às 19:09 por em Notícias
IRONIAS-1

Após Eduardo Campos (PSB) ter dito no domingo (20), em Aparecida-SP, que não conhecia ninguém que era a favor do aborto, o Blog de Jamildo mostrou, hoje pela manhã, que Ana Arraes, mãe do pré-candidato, assinou requerimento pedindo a votação de projeto de lei a favor da liberação do aborto, junto com o ex-deputado federal José Genoíno (PT), em 2008.

Ana Arraes era deputada federal até 2011, quando foi eleita ministra do TCU, graças a uma articulação do filho.

Esta atuação parlamentar de Ana Arraes a favor deste projeto, que estava aparentemente esquecida, foi o que bastou para as redes sociais serem inundadas de ironias.

Petistas de envergadura também aproveitaram para questionar a contradição, como o ex-vereador Dilson Peixoto (PT).

“Oi, ele não disse que não conhecia ninguém que defende o aborto legal?”, perguntou o petista, postando junto o link com a notícia.

O historiador Wladimir Quirino, membro do diretório do PT de Pernambuco, foi na mesma linha, via rede social.

“Eduardo Campos não conhece a própria mãe? Ana Arraes assinou Projeto de Lei que libera aborto”.

Outros internautas também estranharam a contradição entre a fala Eduardo, no domingo (20), e a atuação parlamentar de sua mãe, em 2008.

Já o internauta Lopes Júnior, via facebook, também ironizou sobre o assunto.

“Em casa de ferreiro o espeto é de pau!”. Um perfil anônimo do twitter (@N3LSONRA) fez uma pergunta. “Quem mudou de ideia, a mãe (Ana) ou o filho (Eduardo)?”.

O projeto de lei a favor da liberação do aborto, apoiado por Ana Arraes em 2008, foi posteriormente arquivado.

O autor do projeto era o então deputado Eduardo Jorge, atual pré-candidato a presidente do PV.

O certo é que, nesta campanha, cada palavra ou gesto será analisado com lupa pelos adversários.

cobrança pública

Daniel faz críticas e cobra providências para a educação do Estado

Publicado em 23/04/2014 às 19:00 por em Notícias
32925a

A educação em Pernambuco voltou a pautar o parlamentar tucano em seu discurso realizado na sessão desta quarta-feira, na Assembleia Legislativa de Pernambuco.

Daniel Coelho lembrou de sua avaliação feita no final do ano passado sobre o assunto, reiterou que não é porque se aproxima do período eleitoral que vai mudar sua opinião e parabenizou o governador João Lyra por ter reconhecido que existem problemas em relação a essa questão no Estado.

“Fizemos uma avaliação no final do ano passado ainda quando ocupava a liderança da bancada da oposição e há muito tempo temos demonstrado preocupação quanto a educação no Estado de Pernambuco. Mesmo com ações importantes como o programa Ganhe o Mundo e as escolas de referência, os índices de do Ideb em Pernambuco são sofríveis, muito ruins”, afirmou Daniel Coelho.

Segundo dados oficiais do Ministério da Educação, de acordo com o Ideb, Pernambuco ocupa o 18º lugar no Brasil nas escolas até o 5º ano, 22º no ensino fundamental e 16º no ensino médio.

O parlamentar saudou a ação do governador atual, divulgada pela imprensa, em que ele reconhece que há problemas, em contraposição à gestão anterior, que fazia parecer que a educação no Estado era uma maravilha.

“Hoje tive a grata surpresa em perceber que as declarações do governador João Lyra demonstram o mais importante avanço para dar solução a um problema, que é reconhecer que ele existe”, frisou o deputado, que continuou: “Enquanto o governo anterior tratava o assunto com ufanismo, como se Pernambuco fosse um exemplo para o Brasil, o reconhecimento hoje dado pelo governador de que temos um problema na educação, de que é preciso entender porque o Ideb não avançou em algumas regiões do Estado, é uma mudança de postura importante”.

Daniel lembrou que “em Pernambuco, o que temos hoje, é uma desigualdade muito grande dentro da própria rede, com algumas escolas de ensino integral de boa qualidade e outras completamente abandonadas, sem professor, sem estrutura física”.

“Enquanto 2.500 alunos tiveram uma louvável oportunidade de ir ao exterior, financiados pelo Estado, mais de 600 mil alunos na rede, boa parte deles nesse pedaço esquecido pelo sistema educacional no Estado. Não é justo uma desigualdade tão grande entre alunos que fazem parte da mesma rede”, finalizou.

Em defesa da gestão socialista, o líder governista, deputado Waldemar Borges, enviou uma nota afirmando que no Estado há evolução evidente, reconhecida por todos que fazem a educação no estado e no Brasil. “Não vamos ficar olhando pra trás. Os avanços da educação em Pernambuco são evidentes e podem ser aferidos de várias maneiras, através de números e
de vários projetos inovadores e inéditos no Brasil”, enfatizou.

Quanto à preocupação do governador João Lyra sobre a diferença dos índices do Ideb nas escolas na Região Metropolitana e no Interior, está dentro de tudo o que vem sendo feito em Pernambuco nesses últimos 7 anos e  4 meses. “Aqui sempre se adotou uma postura de procurar observar os problemas, estudá-los e enfrentá-los. A gente nunca escamoteou nada. Foi exatamente em uma reunião de monitoramento que se observou a diferença de rendimento entre os alunos das escolas estaduais da Região Metropolitana e os alunos de outros municípios. Isso sempre foi feito. O governo sempre se debruça sobre essas situações para entender melhor suas causas e, dessa forma, enfrentar com eficácia o problema e, assim, continuarmos evoluindo, como vem ocorrendo desde o primeiro dia de governo”, salientou.

resquícios do mensalão

Em Pernambuco, Justiça autoriza Pedro Côrrea a trabalhar como médico radiologista em Garanhuns

Publicado em 23/04/2014 às 17:50 por em Notícias
Foto: BlogImagem

Foto: BlogImagem

Quatro meses depois de ter sido preso na Ação Penal 470, popularmente conhecida como mensalão, o ex-deputado federal Pedro Corrêa, 67 anos, recebeu a autorização para trabalhar como médico radiologista. Ele vai atuar em uma clínica em Garanhuns, cidade próxima ao local onde cumpre pena no Centro de Ressocialização do Agreste, em Canhotinho. O pedido foi concedido pelo juiz titular da 1ª Vara de Execuções Penais, Luiz Rocha. A decisão foi anunciada nesta quarta-feira (23).

A autorização do juiz permite que o condenado trabalhe um expediente de segunda a sexta, das 8h às 17h30. Aos sábados, das 8h ao meio-dia. Ele vai atuar em um clínica particular, de propriedade do prefeito de Garanhuns Izaías Régis (PTB). A clínica se chama Armando Queiroz Monteiro.

Um dos pontos mais polêmicos do processo – o uso de tornozeleira pelo reeducando – foi negado pelo juiz. Apesar de os advogados do ex-deputado terem solicitado que o equipamento fosse dispensado, devido ao constrangimento em portar a peça, o juiz alegou que não há exceções para réus que cumprem pena em regime semiaberto.

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

As outras duas solicitações da defesa do ex-parlamentar – liberação para cursar uma pós-graduação em Garanhuns e permissão para visitar a família – foram parcialmente aceitas. O juiz não permitiu que ele retomasse os estudos, mas Pedro Corrêa ganhou direito a saídas temporárias, até o limite de 35 dias por ano, e por até sete dias consecutivos.

Tags: garanhuns, Luiz Rocha, médico radiologista, Mensalão, pedro corrêa, Trabalho,
defecções no trabalhismo

Mais um prefeito do PTB abandona Armando Monteiro Neto e declara apoio aos socialistas

Publicado em 23/04/2014 às 17:40 por em Eleições, Notícias
No fim de março, o ex-governador Eduardo Campos participou da entrega de uma UPAE em Arcoverde. Foto: reprodução Facebook de Arcoverde

No fim de março, o ex-governador Eduardo Campos participou da entrega de uma UPAE em Arcoverde. Foto: reprodução Facebook da prefeitura

Por Marcela Balbino, repórter do blog

Menos de uma semana depois de o prefeito de Gravatá, Bruno Martiniano (PTB), declarar publicamente o apoio aos candidatos da Frente Popular, a prefeita de Arcoverde, Madalena Britto (PTB), é a nova dissidente do grupo político alinhado à candidatura do senador Armando Monteiro Neto (PTB). Depois de uma reunião durante a tarde desta quarta-feira (23), a prefeita avisou aos correligionários, deputado estadual Júlio Cavalcanti e o ex-prefeito do município Zeca Cavalcanti, que não se alinharia às propostas do partido.

Júlio e Zeca Cavalcanti afirmaram, no entanto, que não vão apoiar Paulo Câmara (PSB) e a Frente Popular. De acordo com Júlio, o apoio a Armando é “irrestrito”. Em entrevista ao Blog por telefone, o parlamentar contou que a conversa com a prefeita transcorreu de forma serena, mas ele afirmou que não poderia adiantar os motivos da dissidência da correligionária.

“Cada um teve que aceitar a opinião divergente. Eu e o ex-prefeito Zeca Cavalcanti vamos apoiar Armando. Ela, Paulo Câmara. A relação com a prefeita é de extrema serenidade, sem sequelas”, afirmou o deputado, acrescentando que a decisão foi recebida com surpresa dentro do grupo político.

Prefeita Madalena Britto deve formalizar em breve o apoio a Paulo Câmara. Foto: Prefeitura de Arcoverde.

Prefeita Madalena Britto deve formalizar em breve o apoio a Paulo Câmara. Foto: Prefeitura de Arcoverde.

Desde o fim da gestão do ex-governador Eduardo Campos, no dia 4 de abril, época em que ele deixou o governo de Pernambuco para dedicar-se à campanha rumo ao Palácio do Planalto, houve uma apresentação entre a prefeita Madalena e o grupo da Frente Popular.

No dia 30 de março, Eduardo foi ao município sertanejo, acompanhado de Paulo Câmara, Raul Henry e Fernando Bezerra Coelho, para inauguração da Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UpaE).

A assessoria de imprensa da prefeita confirmou o apoio da prefeita a Paulo Câmara e adiantou que Madalena redigiu uma carta, que deve ser divulgada em breve, explicando os motivos do distanciamento dentro do partido.  Está mantido apenas o apoio à reeleição do deputado estadual Júlio Cavalcanti e à candidatura de Zeca Cavalcanti para federal.

Tags: apoio, arcoverde, Frente Popular, madalena britto, Paulo Câmara,
Página 1 de 8.93512345...102030...Última »