temporada 2014/2015

Mesmo sem estrutura no terminal de passageiros, cruzeiros voltam a atracar no Porto do Recife

Publicado em 31/10/2014 às 20:31 por em Notícias
Foto: Arquivo/JC Imagem

Foto: Arquivo/JC Imagem

Mesmo sem conseguir o arrendamento do Terminal Marítimo de Passageiros (TMP), o Porto no Recife volta a receber cruzeiros na próxima terça-feira (4). A administração do complexo portuário terá que se desdobrar entre a movimentação de cargas e de passageiros para recepcionar os turistas.

Com a aprovação da nova Lei dos Portos, no ano passado, os Estados perderam a autonomia de realizar suas próprias licitações, que agora ficam a cargo da Secretaria Especial de Portos (SEP), vinculada à Presidência da República. O novo Terminal recebeu investimento de R$ 30 milhões e está em funcionamento desde agosto de 2013.

Este é o segundo ano consecutivo em que o TMP funciona sem um arrendatário. “Sem uma empresa para realizar o serviço, a Porto do Recife S.A. vai, mais uma vez, dividir-se entre a gestão do TMP e a operação de navio de cargas, fora ter que arcar com um custo que não é nosso, mas entendemos que o equipamento é muito importante para a fomentação do turismo local e não pode ficar fechado. Vamos trabalhar com a infraestrutura básica para atender as demandas”, diz Schebna Machado, presidente do Porto do Recife, numa clara crítica ao atraso do governo federal.

CRUZEIRO – O navio de bandeira Maltesa Empress vai abrir a temporada. O embarcação saiu do porto de Cádiz, na Espanha, e tem previsão de atracar no Porto do Recife, às 10h, do dia 04, sem passageiros. O embarque dos cerca de 1.600 turistas que seguirão no navio para Salvador deve acontecer no início da tarde. O Empress deixa o ancoradouro recifense, às 20h, do mesmo dia.

Para a temporada 2014/2015, 40 embarcações já estão confirmadas, “mas esse número ainda pode crescer entre 15 e 20%”, afirma Machado. O último navio desta temporada está marcado para o dia 02 de maio de 2015.

setor sucroalcooleiro

Usina Pumaty volta a funcionar próxima semana

Publicado em 31/10/2014 às 19:36 por em Notícias
Usina Pumaty

Usina Pumaty

Fechada desde 2012, a usina Pumaty, localizada em Palmares, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, deve voltar a funcionar na próxima segunda (3). O espaço estava em processo de recuperação judicial e a reabertura só foi possível graças a manobra da Cooperativa do Agronegócio de Cana-de-Açúcar (Agrocan) que solicitou o arrendamento para evitar prejuízo aos canavieiros da região.

O arrendamento foi homologado pelo juiz Francisco Julião nesta sexta-feira (31), através do processo nº 0074181-33.2014.8.17.0001. A Associação dos Fornecedores de Cana (AFCP) e o Sindicato do Cultivadores de Cana (Sindicape) estavam à frente do processo de negociação.

“Sem a homologação não adiantava arrendar, porque a Justiça garantiu que as entidades não vão arcar com as despesas trabalhistas ou com qualquer débito pendente dos proprietários”, explica Gerson Carneiro Leão, presidente do Sindicape. “É um arrendamento que está penhorado e vamos pagar à Justiça com 4% do faturamento”, explica Leão.

Segundo o presidente da corporação, os municípios estão sofrendo com o fechamento das usinas e com o acúmulo da cana. “Está o maior desmantelo do mundo. São filas com mais de 200 caminhões na fila”, contou.

Usina fechada desde 2012. Foto: divulgação.

Usina fechada desde 2012. Foto: divulgação.

Por causa do fechamento de outras usinas, como a Pedrosa e a Una, os canavieiros da região estavam sem ter onde moer o produto. Inicialmente, a previsão do excedente era de 800 mil toneladas, mas o quantitativo ficou ainda maior porque duas usinas alagoanas (Porto Alegre e Santa Maria) também fecharam as portas.

“Sem esta ação seria significativa a quantidade de cana dos produtores independentes que ficariam no campo e sem remuneração, ampliando o prejuízo dos agricultores que já penam com a última seca”, explicou o presidente da AFCP, Alexandre Andrade Lima.

Diante da autorização judicial, liberando o arrendamento da Pumaty, Lima e Leão explicam que neste sábado (1) já se reúnem com os canavieiros da Zona da Mata Sul interessados em moer as canas na usina. O encontro será as 9h, no pátio da Pumaty.

O dirigente lembrou que existe um projeto para a reabertura da usina Pumaty e Cruangi no Governo do Estado, desde o início do ano, aprovado pelo ex-governador Eduardo Campos em março, porém, não seguido pelo seu sucessor João Lyra Neto. De acordo com Leão, o acordo era que o governo do Estado liberaria R$ 30 milhões, sendo R$ 15 milhões para Pumaty e R$ 15 milhões e Cruangi.

Tags: Cana-de-Açúcar, Pumaty, Usina,
Recife

Morre ex-promotor do caso Serrambi, Miguel Sales

Publicado em 31/10/2014 às 19:35 por em Notícias

Caminhada-Ipojuca-2-600x450

O promotor de Justiça aposentado Miguel Sales, conhecido por ter feito a acusação no caso Serrambi, morreu na noite desta sexta-feira (31), no Hospital Português, no Recife. O promotor sofreu um enfarto após o primeiro turno das eleições e chegou a fazer um transplante de coração, mas não resistiu e faleceu.

Nas eleições municipais de 2012, o promotor Miguel Sales chegou a apresentar-se como candidato a prefeito de Ipojuca, mas acabou desistindo, por falta de apoio político na época. Ele saiu do PR e foi para o PP. Brigou com o ex-governador Eduardo Campos porque os socialistas deram apoio ao tucano Carlos Santana. Depois, abandonou também o PP, depois que o partido decidiu não apoiar Armando Monteiro Neto, nas eleições estaduais este ano.

Tags: Caso Serrambi, hospital português, Miguel Sales,
economia

Shopping Guararapes investe R$ 1,5 milhão no Natal e deve gerar 500 empregos temporários

Publicado em 31/10/2014 às 18:11 por em Eleições, Notícias

Falta mais de um mês para o Natal, mas o Shopping Guararapes começa a arrumar a casa para receber os clientes neste fim de ano. Com um investimento de R$ 1,5 milhão, a decoração do espaço terá uma árvore de Natal com oito metros de altura e será inaugurada neste sábado (1º).

Com o investimento, o superintendente do centro de compras, Newton Souza, avalia que o empreendimento terá um incremento de 10% nas vendas e 5% no número de clientes, em relação ao mesmo período de 2013. São esperados meio milhão de consumidores durante a semana de Natal e 500 novos postos de trabalho temporários devem ser gerados no período.

Investido na proposta da reciclagem, o centro da compras confeccionou a árvore com garrafas pet, doadas por crianças das escolas do município de Jaboatão dos Guararapes, onde está localizado. Ainda na linha da sustentabilidade, os adereços da fachada do mall foram criados com mais de três mil objetos reaproveitados de decorações antigas do shopping.

PROMOÇÃO – Para estimular os clientes, o shopping organiza uma promoção de 14 de novembro a 31 de dezembro. A cada R$ 300 em compras ganha-se um vale para participar do sorteio e concorrer a um carro, do modelo SUV Freemont de sete lugares, com bancos de couro da Fiat. Quem doar um brinquedo novo, que será destinado a entidades sociais, ganhará cupons em dobro. Haverá também o sorteio diário de 23 smart TVs de 40 polegadas .

resposta a Fetape

Conselhos populares: Mendonça Filho diz que Dilma feriu democracia entre os poderes

Publicado em 31/10/2014 às 16:52 por em Eleições, Notícias
Foto: divulgação

Foto: divulgação

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, deputado Mendonça Filho, rebateu nesta sexta-feira (31) o posicionamento da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape) sobre a criação dos conselhos populares na administração pública federal.

Na nota, a Fetape questiona o fato de o político ser contrário à criação de mecanismos que estabeleçam a escuta dos cidadãos e cidadãs, por parte de ministérios e outros órgãos.

Mendonça rebate afirmando que ao assinar o decreto Dilma deu “uma canetada” que feriu o princípio democrático da autonomia entre os poderes. “Conselhos sociais podem e devem ser criados, desde que passem pelo Congresso, poder ao qual cabe constitucionalmente discutir e aprovar a matéria”, afirma o parlamentar.

 O decreto é polêmico. Partidos de oposição e alguns integrantes da base governista alegam que o ato fere prerrogativas do Legislativo. Além disso, dizem que a intenção do governo é aparelhar o processo de decisão governamental, a exemplo do que ocorre na Venezuela.

O texto determina que os órgãos da administração pública federal “deverão considerar” as novas regras, entre elas o desenvolvimento de mecanismos de participação dos “grupos sociais historicamente excluídos” e a consolidação “da participação popular como método de governo”.

Leia a íntegra da nota emitida por Mendonça Filho:

Com relação à nota da Federação dos Trabalhadores da Agricultura do Estado de Pernambuco (Fetape), o líder do Democratas, deputado Mendonça Filho esclarece:

1 – Os conselhos sociais existente no País foram criados por projeto de Lei, seja no âmbito municipal, estadual ou federal. O que significa que foram discutidos no Parlamento e com segmentos da sociedade. A primeira vez que se tentou criar e definir regras de funcionamento para os conselhos sociais de forma autoritária e antidemocrática foi agora com a presidente Dilma.  Com uma canetada, assinando um decreto presidencial, a presidente feriu o princípio democrático da autonomia entre os poderes. Conselhos sociais podem e devem ser criados, desde que passem pelo Congresso, poder ao qual cabe constitucionalmente discutir e aprovar a matéria.

2 – É nítido que no País existem segmentos da chamada esquerda que querem e defendem que o Governo do PT governe sem Congresso. O que significa governar sem os representantes do povo. Essa posição, sim, é flertar com o autoritarismo reinante na América Latina, a exemplo da Bolívia e Venezuela;

3 – O PT e a presidente Dilma querem criar os ditos conselhos populares bolivarianos para reforçar o aparelhamento partidário existente na máquina pública, a exemplo das agências reguladoras. O País sabe que o resultado desse aparelhamento é incompetência na gestão pública e denúncias de corrupção como o caso lamentável da Petrobrás;

4 – Como foi editado, o decreto da presidente Dilma estava formatado para a forma e o critério de escolha dos integrantes desses conselhos obedecesse à lógica do alinhamento político, ideológico e partidário com o PT e com o Governo da presidente;

5 – Tenho 28 anos de vida pública, com ficha limpa, e uma trajetória reconhecida em defesa dos princípios democráticos. Reconhecimento de entidades sérias como a OAB nacional pela qual fui homenageado pelas minha posições em defesa da democracia; Na minha vida pública criei, formei e integrei conselhos sociais.

Dois desses conselhos – o de Estadual de Gestão da Seca e o de Reforma Agrária – tive o prazer de formar e integrar com entidades como a Fetape, na época presidida por José Rodrigues;

6 – Sempre tive posições claras. Nunca me submeti e nem irei me submeter a patrulhamento da Fetape ou de quem quer que seja. Qualquer explicação sobre minhas posições farei ao eleitor, que confiou a mim a sua representação na Câmara dos Deputados. Não vou me intimidar com histerismo petista, nem da esquerdopatia, que querem impor ao Brasil um modelo venezuelano;

7 – O Projeto de Decreto Legislativo (PDC 1.491/20140) que revogou o decreto presidencial 8243/2014, ao contrário do que tenta fazer crer a Fetape, não é uma posição antidemocrática, nem foi decisão monocrática. O projeto foi discutido com juristas, tramitou na Câmara e contou desde o primeiro momento com o apoio de 19 dos 22 partidos representados na Casa, entre os quais o PDT, o PPS, o PV e o PSB, este último partido com o qual a Fetape tem afinidade política histórica.  Isso significa que o projeto de minha autoria foi aprovado com o apoio de 410 dos 513 deputados. Ou seja, maioria esmagadora da Câmara dos Deputados.  

8 – Para finalizar, está claro que a Câmara dos Deputados votou contra o decreto presidencial bolivariano por interesses institucionais e não ideológicos. O fato de a presidente estar no poder e ser reeleita agora não significa que a sociedade tenha dado a ela poderes para ser dona da República, passar por cima dos outros poderes, muito menos ser dona da verdade absoluta. Aproveito para reafirmar que recebi de parcela expressiva dos pernambucanos a confiança para continuar desempenhando o meu papel de oposição cobrando, fiscalizando, denunciando e, acima de tudo, defendendo os princípios democráticos e os interesses do nosso Estado.

ex-presidente

Lula quer fortalecimento de parcerias na América do Sul

Publicado em 31/10/2014 às 16:20 por em Notícias
Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta sexta-feira a expansão de parcerias entre o Brasil e países da América do Sul para o fortalecimento da região. Em vídeo postado em seu perfil no Facebook, Lula criticou os que condenam a política externa brasileira e ressaltou a importância da continuidade das relações com os Estados Unidos e com a Europa por serem estratégicas para o País.

“Nós temos um mercado de praticamente 400 milhões de habitantes, nós temos um mercado de 5 trilhões de dólares, ou seja, um PIB muito importante na América do Sul e nós exploramos 30% do que poderíamos explorar, seja do ponto de vista de integração física ou de integração política, social, cultural, educacional”, avaliou. “Isso é que vai dar solidez para a América do Sul se transformar tão forte como a União Europeia.”

Lula também afirmou que a busca por um fortalecimento entre os países da região deve ser o posicionamento da presidente Dilma Rousseff em segundo governo. “Tenho certeza que a presidente Dilma vai retomar isso com muita força”, comentou. “Ela vai fortalecer e calçar o nosso alicerce, que é exatamente com os nossos vizinhos de um lado”, acrescentou. No vídeo, também afirmou que a região será forte “o dia em que a gente acreditar na gente mesmo”.

Lula também relembrou a participação em um encontro do G-20, quando ainda era presidente e defendeu a criação de novos consumidores por países pobres da América Latina, da Ásia e da África, para o fortalecimento das regiões.

O ex-presidente sustentou que Estados Unidos e Europa são parceiros estratégicos para o País, nas áreas política e econômica, mas lembrou da importância de ficar menos dependente desses blocos. Nesse sentido, ele citou o fortalecimento do Mercosul e União de Nações Sul-Americanas (Unasul), além das relações com África, Oriente Médio e China. Também lembrou que não apoiou a criação da Área de Livre-Comércio das Américas (Alca).

Sem citar nomes, criticou os que não acreditam nesse projeto e chamou de “vira-latas” os que continuam acreditando que “os outros são melhor do que a gente”. Disse que, no caso da política externa, “são as pessoas que acham que tudo tem que ser feito contra os Estados Unidos e com a Europa”.

Esse foi o quarto vídeo divulgado pelo ex-presidente na rede social. Em um deles, tratou sobre a disputa apertada com o candidato Aécio Neves (PSDB) e negou que o País estivesse dividido após o processo eleitoral. Em outros dois vídeos, Lula afirmou que as ofensas contra o PT ajudaram a disseminar o ódio nas eleições e exaltou os programas sociais do atual governo.

depois das eleições

Presidente da UNE cobra avanços na área de assistência estudantil

Publicado em 31/10/2014 às 15:17 por em Eleições, Notícias

Passadas as eleições, a presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), Virgínia Barros, fez um balanço dos desafios para realizar avanços nas melhorias para a educação brasileira. A assistência estudantil é apontada pela representante como um dos itens prioritários da pauta.

“O Brasil saltou de três para sete milhões de universitários nos últimos 12 anos. Agora com o Prouni e as cotas existem mais estudantes carentes nas universidades, uma vez dentro delas, este estudante precisa de condições para se manter lá. Pernambuco, por exemplo, recebeu uma Universidade Federal e novos campus da UFPE e UFRPE e por lei as universidades terão que reservar metade de suas vagas para estudantes de escola pública. A luta da UNE é para que cada estudante do Prouni e cada estudante cotista possa receber do MEC uma bolsa-permanência”, explicou Barros.

Outro ponto importante levantado pela presidenta da UNE é a efetivação do Plano Nacional de Educação (PNE). “O PNE é o nosso instrumento para superar problemas educacionais históricos, criando as bases de um projeto educacional verdadeiramente emancipador e de acesso a todos. Foram anos de luta para que ele fosse aprovado. Agora, precisamos cobrar que as metas sejam uma a uma efetivadas”, destacou.

papa é pop

Antes de começar mandato, Paulo Câmara pede bênção ao papa Francisco

Publicado em 31/10/2014 às 13:36 por em Eleições, Notícias
Paulo Câmara o o papa em Roma. Foto: Arthur Cunha/divulgação.

Paulo Câmara o o papa em Roma. Foto: Arthur Cunha/divulgação.

Passado o período eleitoral, o governador eleito de Pernambuco Paulo Câmara (PSB) viajou para Roma, na Itália, a fim de buscar novos parceiros comerciais para o Estado. Na passagem pela cidade, prestigiou nesta sexta-feira (31), ao lado do atual governador de Pernambuco, João Lyra (PSB), o concerto da Orquestra Criança Cidadã (OCC) Meninos do Coque para o Papa Francisco, no Vaticano.

Ao todo, 44 crianças e adolescentes carentes do Recife entoaram um repertório montado especialmente para a apresentação, sendo quatro composições do alemão Johann Sebastian Bach.

O concerto foi realizado paralelamente à 16ª Conferência Internacional da Fraternidade Católica, que se estende até o domingo (02), em Roma. Durante a apresentação, o atual governador mencionou a emoção em ver a apresentação das crianças ao papa. “São pessoas carentes que tem garantido seu futuro através da música”. Ao agradecer, o Papa descontraído disse que João Lyra era “o governante da orquestra”.

João Lyra e o encontro com papa Francisco. Foto: divulgação.

João Lyra e o encontro com papa Francisco. Foto: divulgação.

Além do governador e da primeira-dama, Leila Queiroz, vários pernambucanos estavam presentes ao concerto: o governador eleito Paulo Câmara, o vice-governador eleito Raul Henry, o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Frederico Ricardo de Almeida Neves, os deputados estaduais Raquel Lyra, João Fernando Coutinho, Terezinha Nunes e Tony Gel.

Idealizada pelo juiz de Direito João José Rocha Targino em 2006, a Orquestra Criança Cidadã faz parte do projeto social gerido pela Associação Beneficente Criança Cidadã (ABCC) que busca o resgate social de crianças carentes do bairro do Coque, um dos bairros mais violentos e de menor Índice de Desenvolvimento Humano do Recife. Atende atualmente, gratuitamente, a 170 jovens, entre quatro e 21 anos.

 
 
Tags: bênção, Papa Francisco, Paulo Câmara,
eleições 2014

Reeleições e continuísmo marcam primeira disputa após protestos de 2013

Publicado em 31/10/2014 às 13:14 por em Eleições, Notícias
Dilma Rousseff e Lula após a vitória mais acirrada dos últimos 25 anos. Foto: AFP

Dilma Rousseff e Lula após a vitória mais acirrada dos últimos 25 anos. Foto: AFP

Por Paulo Veras, repórter do Blog de Jamildo

Um ano e quatro meses depois da onda de protestos ocorrida nas principais cidades do País pedindo mudanças na forma de fazer política e na gestão pública, a eleição de 2014 foi marcada por um continuísmo expresso na reeleição de presidente Dilma Rousseff (PT) e de diversos governadores em todo o País. A petista enfrentou a disputa mais acirrada dos últimos 25 anos, mas venceu a eleição com 51,64% dos votos, contra os 48,36% do senador Aécio Neves (PSDB).

Dos dez maiores colégios eleitorais do País, apenas em dois houve uma ruptura política nas eleições concluídas no último domingo (26). Em Minas Gerais, o ex-prefeito de Belo Horizonte Fernando Pimentel (PT) venceu as eleições estaduais, encerrando um período de 12 anos de gestão do PSDB. Já no Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB) bateu o governador Tarso Genro (PT). Os gaúchos não reelegem um governador desde a redemocratização.

Em cinco dos dez maiores estados, os atuais governadores foram reeleitos: Geraldo Alckmin (PSDB), em São Paulo; Luiz Fernando Pezão (PMDB), no Rio de Janeiro; Beto Richa (PSDB), no Paraná; Simão Jatene (PSDB), no Pará; e Raimundo Colombo (PSD), em Santa Catarina.

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Foto: Antonio Cruz/ABR

Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB). Foto: Antonio Cruz/ABR

Os casos de Alckmin e de Pezão são os mais emblemáticos. O primeiro porque a onda de protestos ocorrida em junho de 2013 começou em São Paulo, a partir de uma reivindicação contra o aumento no preço das passagens de ônibus. As manifestações ganharam força depois das ações de repressão da Polícia Militar (PM) e se espalharam pelo País.

No Rio de Janeiro, durante semanas, manifestantes ocuparam uma área em frente à casa do ex-governador Sérgio Cabral Filho (PMDB), no Leblon; o que gerou embates com a PM. Em novembro do ano passado, apenas 25% dos fluminenses aprovavam a gestão do governador, segundo o Datafolha. Ele renunciou ao cargo em abril deste ano para viabilizar a candidatura de Pezão. Em junho, desistiu de disputar uma vaga ao Senado para abrir espaço para César Maia (DEM), que acabou não sendo eleito.

Em três dos grandes eleitorados, o atual governador não podia disputar a reeleição, mas fez o sucessor. É o caso da Bahia, com Rui Costa (PT) e Jacques Wagner (PT); de Pernambuco, com Paulo Câmara (PSB) e Eduardo Campos (PSB); e do Ceará, com Camilo Santa (PT) e Cid Gomes (PROS).

Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Foto: Lucas Figueiredo/Divulgação

Governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB). Foto: Lucas Figueiredo/Divulgação

MUDANÇA NO ELEITORADO – Para a professora de Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) Raldianny Pereira, doutora em Sociologia com trabalhos na área de movimentos sociais, os protestos do ano passado tiveram diversos motivos e integraram vários movimentos, o que torna simplista afirmar que eles queriam a mudança de gestor e não se refletiram nas urnas.

“O que há de significativo nessas eleições é que mais uma vez a sociedade, os movimentos, o povo, foi às ruas. Independente das suas ideias, ambos os grupos foram às ruas. Acho que isso foi muito significativo para a história política do País”, explica.

Raldianny lembra que ao longo do segundo turno das eleições presidenciais, a população se envolveu diretamente no processo de escolha política, o que seria um reflexo do movimento ocorrido em junho do ano passado. “Esse movimento acabou, de certo modo, até revertendo a perspectiva da eleição presidencial. Porque Aécio, inclusive, aparentemente estava vencendo as eleições”, lembra.

A pesquisadora acredita que o engajamento dos brasileiros no dia-a-dia político não deve esmaecer após o resultado das eleições, e sim repercutir pelos próximos anos. “É uma tendência crescer. E espero, sinceramente, que seja assim para a própria mudança da sociedade. Porque cabe, realmente, aos movimentos sociais, tomarem as rédeas do destino do País”, defende.

Brasília

Com o fim da campanha, ministros de Dilma voltam ao trabalho

Publicado em 31/10/2014 às 13:08 por em Eleições, Notícias

Da Agência Brasil

Boa parte dos ministros do governo Dilma Rousseff (PT) que estavam afastados das atividades para se empenhar na campanha pela reeleição da presidente começaram a voltar ao trabalho esta semana. Apenas um deles havia sido exonerado.

Dentre os ministros que voltaram para suas pastas esta semana estão o da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho; o da Casa Civil, Aloizio Mercadante; o da Agricultura, Neri Geller; o da Aviação Civil, Moreira Franco; e o da Pesca, Eduardo Lopes.

Estes últimos haviam saído de férias e usaram o tempo para dar apoio à candidatura petista. O único ministro a pedir exoneração do cargo para entrar na campanha eleitoral de Dilma foi Miguel Rosseto (Desenvolvimento Agrário), que voltou ao cargo nesta sexta-feira (31).

Outros ministros voltaram ao trabalho logo após o segundo turno. Entre os nomes que voltaram estão a ministra da Secretaria de Direitos Humanos, Ideli Salvatti; o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves; e o de Minas e Energia, Edison Lobão.

Paulo Bernardo, ministros das comunicações, voltou de férias logo depois do primeiro turno.

A volta ao trabalho prevê uma agenda de reuniões com o secretariado.

Página 1 de 9.50512345678Última »