publicidade
13/01/18
Além de curtir as brincadeiras, o pequeno Samuel vai aproveitar as férias para ir a médicos (Foto: Diego Nigro/JC Imagem)
Além de curtir as brincadeiras, o pequeno Samuel vai aproveitar as férias para ir a médicos (Foto: Diego Nigro/JC Imagem)

Saiba como aproveitar as férias escolares para cuidar da saúde das crianças

13 / jan
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 13/01/2018 às 19:17

A maioria das crianças adora este tempo de férias escolares, em que há mais tempo para se divertir em praias, parques, clubes, colônias e até mesmo em casa. As famílias também curtem a temporada porque passam a ter a chance de se dedicar um período maior aos pequenos. Por isso, há pais escolhem alguns dias do recesso para levar os filhos a consultas para verificar como anda a saúde da garotada.

Leia também: 

Férias, praia e verão: saiba como as crianças podem curtir a temporada de sol sem riscos

“Nas férias, as famílias podem ter mais disponibilidade em relação aos cuidados na infância e vão ao consultório para fazer um controle da saúde das crianças, principalmente daquelas que estão há um tempo ir a consultas”, disse o pediatra Marcello Pontual, durante o programa Casa Saudável, da TV JC, na quinta-feira (11).

Com 51 anos de profissão, o médico alertou sobre a necessidade de os pais vigiarem a caderneta de imunização da garotada. Se houver vacinas que não estão em dia, é hora de levar os pequenos a clínicas ou postos de saúde porque as furadinhas são a principal arma contra inúmeras doenças. “Geralmente, apesar de constar na carteira a idade para (re)aplicar a vacina, os pais esquecem a data.”

Confira a entrevista sobre o tema na TV JC:

O pediatra Marcello Pontual também orientou sobre a necessidade de a criança frequentar o consultório do oftalmologista. E assim as férias podem ser uma oportunidade para marcar os exames difíceis de ser realizados no dia a dia dos adultos atropelados por responsabilidades.

A pedagoga Joana Paula Duarte, 37 anos, está convencida do quanto é importante a visita do filho, Samuel Filho, 4, ao oculista. “Voltamos da praia no dia 20 e vou levá-lo para regularizar os exames e também para consulta com o alergologista. E aproveitei o começo das férias para passar no pediatra. Ele tinha pendente uma vacina, que já foi dada. Agora, a carteira está atualizada”, conta Joana. “Gosto de regularizar tudo nas férias porque, depois que as aulas voltam, o corre-corre recomeça.” Como outras mães, ela também fica atenta enquanto Samuel brinca na praia e na piscina. “Não o deixo sozinho”, complementa.

Com a rotina tranquila, Marcela vai levar a filha, Maria Luísa, ao pediatra e ao dentista (Foto: Diego Nigro/JC Imagem)

A jornalista Marcela Sarmento, 34 anos, também sabe que não vale se distrair ao lado dos pequenos. Com a rotina mais tranquila nas férias, ela tem conseguido fazer mais passeios com a filha, Maria Luísa, 2. “Também vou levá-la ao pediatra. Era para ela ter voltado em outubro, mas a correria não permitiu. E vou marcar consulta com o dentista”, relata Marcela, que não abre mão dos cuidados em casa. “Todas as tomadas têm protetores e, no parquinho do prédio, sempre fico por perto enquanto ela brinca.”

“Nas férias, principalmente quando as crianças vão a lugares com praia e piscina, aumenta a incidência de otite (infecção do ouvido). É preciso tratar logo para o incômodo (dor de ouvido) ir embora”, salienta o pediatra Marcello Pontual (Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem)

Na praia, o zelo com Maria Luísa permanece: o uso do protetor solar e da camisa UV é obrigatório. “E caprichamos na hidratação, sempre oferecendo água”, acrescenta Marcela, que reconhece como uma criança saudável aproveita as férias (e retorna à escola) com mais alegria e energia.


FECHAR