publicidade
08/01/18
Pacientes com imunodeficiências primárias devem receber anticorpos por meio de infusões mensais de imunoglobulina humana (Foto ilustrativa: Pixabay)
Pacientes com imunodeficiências primárias devem receber anticorpos por meio de infusões mensais de imunoglobulina humana (Foto ilustrativa: Pixabay)

Falta imunoglobulina humana em pelo menos 5 Estados brasileiros, incluindo Pernambuco

08 / jan
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 08/01/2018 às 12:27

A maioria dos pacientes com imunodeficiências primárias apresentam problemas para produzir anticorpos capazes de protegê-los de infecções. Por isso, essas pessoas devem receber esses anticorpos por meio de infusões mensais de imunoglobulina humana. Esse medicamento é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Entretanto, há aproximadamente três meses, em alguns Estados brasileiros (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Sul), os pacientes não têm recebido normalmente a medicação e nem informações sobre os motivos para essa falta.

Leia também:

Para reduzir erros diagnósticos, grupo da USP investiga como os médicos pensam

A Associação Brasileira de Alergia e Imunologia lamenta profundamente essa situação e chama a atenção para os riscos para a saúde e para a vida que a falta desse medicamento representa para quem tem imunodeficiência.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Pernambuco informa que “a imunoglobulina humana adquirida pelo Estado está com o abastecimento normalizado. Contudo, o quantitativo do Ministério da Saúde está com a entrega atrasada. A Farmácia de Pernambuco está em contato com o ministério para que a situação seja normalizada”. Já o Ministério da Saúde, também em nota, informa que inicia esta semana “o envio do medicamento imunoglobulina 5g aos almoxarifados das Secretarias Estaduais de Saúde (SES)”. A pasta destaca que a distribuição desses insumos aos municípios é de responsabilidade das SESs de cada Unidade da Federação.


FECHAR