publicidade
21/abr
Primeira edição da campanha promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia recebeu mais de 13 mil doações, ajudando a recuperar a autoestima de milhares de mulheres (Foto: Reprodução)
Primeira edição da campanha promovida pela Sociedade Brasileira de Dermatologia recebeu mais de 13 mil doações, ajudando a recuperar a autoestima de milhares de mulheres (Foto: Reprodução)

#fortalizese: Campanha estimula doação de cabelos para pacientes com câncer

21 / abr
Publicado por Malu Silveira em Blog - 21/04/2017 às 9:00

A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) lançou a 2ª edição da campanha #fortalizese, iniciativa para estimular a doação de cabelos. Em 2016, foram mais de 13 mil doações que beneficiaram, através do trabalho da Fundação Laço Rosa, milhares de brasileiras em tratamento contra o câncer. A mobilização foi a precursora em receber doações de cabelos via plataforma online, em que o doador gera um código e rastreia suas madeixas até que elas cheguem à Fundação Laço Rosa.

Leia também:
» Banco de lenços levanta autoestima de mulheres em tratamento contra o câncer
» Câncer de mama: reconstrução mamária eleva autoestima e aumenta chances de recuperação

“A queda dos cabelos durante os tratamentos para o câncer, geralmente, causa perda significativa da autoestima. E pode ser minimizada por todos nós com compreensão, tolerância, mas, principalmente, com solidariedade”, ressalta o médico José Antônio Sanches Junior, presidente da SBD. Nessa nova etapa, uma novidade será o Corte Solidário, onde cada doador assume um papel fundamental na campanha e é convidado a homenagear mulheres que seguem na luta contra o câncer. O colaborador procura um salão de beleza parceiro e batiza seu corte com o nome de uma paciente ou ex-paciente que admira. Depois, pode fazer sua doação por meio do site.

“O objetivo é incentivar a criação de outros tipos de cortes e atrair uma rede solidária de doadores, proporcionando a participação de toda a população. A campanha #fortalizese está alinhada com os princípios sociais da FQM Farmoquímica e visa apoiar, junto com a SBD e a Laço Rosa, pacientes em tratamento de câncer. Além disso, as ações realizadas reforçam o compromisso da empresa com a consciência pela vida”, destaca Vitor Cunha, gerente de produtos da linha Exímia, empresa parceira da campanha.

Após dar o nome ao corte, o doador poderá inspirar outras pessoas postando nas redes sociais uma foto do seu novo visual e contando a história de carinho que o aproxima da pessoa homenageada, sem esquecer de mencionar: #fortalizese. As interessadas podem procurar outras informações sobre a doação, coleta e Corte Solidário no site: www.fortalizese.com.br.

Força na peruca

A escassez de profissionais capacitados para a confecção das perucas fez com que a campanha #fortalizese — que começou a ser idealizada em 2015 pelo Laboratório FQM Farmoquímica e conta com a parceria da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) —, apoiasse o projeto Força na Peruca, liderado pela Fundação Laço Rosa.

O programa visa capacitar novos profissionais, de comunidades carentes, para a confecção de perucas. Em 2016, o Força na Peruca foi responsável por formar três turmas de alunos. “Esse é um programa nacional inédito, que envolve todas as pontas — paciente, doador, sociedade civil e privada”, comemora a presidente voluntária da Laço Rosa, Marcelle Medeiros.

“Sentimos um aumento expressivo de doadores e uma organização do fluxo de doação incrível. Dessa forma, mais de 13 mil doadores foram inscritos na plataforma e o mais importante, houve uma mudança significativa no comportamento do doador ao direcioná-lo para uma plataforma de doação de cabelo. Em termos de impacto, transformamos a vida de 20 famílias com o programa piloto de capacitação Força na Peruca e ampliamos em 30% a produção de perucas para doação com a perspectiva de formação de uma rede solidária de peruqueiros para esse ano”, completa Marcelle.

Agora em 2017, segundo ano da iniciativa, o Força na Peruca irá rodar o País em um caminhão de 7 metros com avanço lateral, totalmente equipado. A unidade móvel, produzida pela Truckvan — empresa especializada na fabricação de soluções sobre rodas e parceira do projeto —, irá aportar em cinco cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Salvador e Goiânia. O espaço será um ponto de encontro para promover aulas práticas, além de um canal de doação e coleta de cabelos. Já as aulas teóricas serão ministradas via plataforma à distância.


FECHAR