publicidade
04/out
Realização da mamografia ajuda a reduzir a mortalidade pelo câncer de mama (Foto: Fernando da Hora/JC Imagem)
Realização da mamografia ajuda a reduzir a mortalidade pelo câncer de mama (Foto: Fernando da Hora/JC Imagem)

Mamografia gratuita: Hospital da Mulher do Recife oferece exame sem agendamento

04 / out
Publicado por Cinthya Leite em Blog - 04/10/2016 às 9:05

Neste mês de alerta sobre prevenção e diagnóstico precoce do câncer de mama, que deve acometer cerca de 2,5 mil mulheres (novos casos da doença) em Pernambuco até o fim do ano, o Recife reforça as atividades de conscientização sobre o tumor mais frequente nas mulheres, depois do câncer de pele não melanoma. Com o Serviço de Mamografia do Hospital da Mulher do Recife (HMR) inaugurado ontem, será possível agilizar a realização do exame, que ajuda a reduzir a mortalidade pela doença. O procedimento só era oferecido, pelo município, em clínicas conveniadas da rede complementar.

O HMR (que já atendeu 100 mil mulheres em quase cinco meses de funcionamento) oferecerá, em outubro, a mamografia àquelas que moram na capital por demanda espontânea – ou seja, não é preciso agendar a realização do procedimento. É necessário, no entanto, ter entre 50 a 69 anos – faixa etária considerada de risco para desenvolvimento do câncer de mama pelo Ministério da Saúde. “Serão disponibilizadas 200 mamografias para este mês. Se detectada alguma alteração, encaminharemos a paciente para o Hospital de Câncer de Pernambuco, já que ainda não temos quimio, radioterapia nem cirurgia para tratamento da doença”, diz a ginecologista e obstetra Isabela Coutinho, diretora-geral do HMR. Para o atendimento, serão oferecidas 20 vagas pela manhã e outras 20 à tarde. O hospital recomenda levar documento de identificação e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS).

Outro detalhe é que, no período, as mulheres de 25 a 64 anos também podem procurar o hospital, sem agendamento prévio, para a realização de exames capazes de detectar o câncer de colo do útero, que tem como principal fator de risco para a infecção pelo papilomavírus humano, conhecido pela sigla HPV.

Atividades educativas também fazem parte da programação do HMR. Entre os destaques desta semana, estão palestras sobre sexualidade e câncer de mama, importância do autoexame, nutrição e saúde bucal. Para facilitar a realização da mamografia, a Prefeitura do Recife também disponibiliza o mamógrafo móvel (caminhão equipado com equipamento digital), que circula por várias unidades de saúde da cidade.

MAIS CEDO

A Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM) sugere que as mulheres se submetam à mamografia dez anos mais cedo do que recomenda o Ministério da Saúde. Assim, a partir dos 40 anos, elas devem passar pelo exame anualmente, como também pela ultrassonografia das mamas e, se necessário, pela ressonância magnética. “Já se sabe que 30% das mulheres que fazem a mamografia entre 40 e 50 anos recebem o diagnóstico precoce de câncer de mama”, informa o médico Darley de Lima Ferreira Filho, chefe do Serviço de Mastologia e Reconstrução Mamária do Hospital Barão de Lucena (HBL).

Ele também chama a atenção para a importância do autoexame das mamas. “É assim que a mulher conhece o seu peito e pode sentir algo estranho pelo toque. No ano passado, um cirurgião norte-americano mostrou, num evento em São Paulo, que 50% das pacientes conseguiram desconfiar da doença só pelo autoexame”, diz o mastologista.


FECHAR